Como economizar no mercado, sem deixar de comprar nada

É possível economizar no supermercado sem deixar de levar os itens que você mais precisa. Analisar preço por quilo e checar se promoções realmente valem a pena são algumas das dicas.

Cheque o preço por quilo

A embalagem tamanho família é a que mais vale a pena, mas há pegadinhas; é preciso checar. Você precisa saber qual é o preço por quilo, litro ou metro daquele produto e, aí sim, comparar diferentes tamanhos.

Mercado é obrigado a informar o valor por quilo, litro ou metro; cheque as etiquetas. O Código de Defesa do Consumidor obriga o mercado a especificar quanto um produto custa em sua etiqueta. Ou seja, se o valor da embalagem está em mililitros, a embalagem informa qual é o preço por litro. Se é em grama, vai estar em quilo ou em 500g. Se é em centímetros, vai estar em metro, no caso do papel higiênico, por exemplo.

De olho nas letras miúdas da etiqueta: A menor embalagem de Nutella, com 140g, sai a R$ 42,52 por cada 500g, ou R$ 85,04 o quilo. A embalagem de 350g custa R$ 37,84 por 500g, ou R$ 75,68 o quilo. Já a embalagem maior sai por R$ 74,60 o quilo.
De olho nas letras miúdas da etiqueta: A menor embalagem de Nutella, com 140g, sai a R$ 42,52 por cada 500g, ou R$ 85,04 o quilo. A embalagem de 350g custa R$ 37,84 por 500g, ou R$ 75,68 o quilo. Já a embalagem maior sai por R$ 74,60 o quilo. Imagem: Marcela Schiavon/UOL

Os valores normalmente estão pequenininhos, mas vale procurá-los. Esse preço normalmente fica em cima do código de barras. "Assim, é muito mais fácil comparar preços em embalagens de tamanhos diferentes para saber qual vale mais a pena, pois independentemente do tamanho da embalagem você deve ver o preço relacionado a essa base", afirma o especialista em finanças Thiago Martello. Use essa informação para comparar preços entre diferentes tamanhos de embalagens e escolher a opção mais econômica.

Cuidado com pegadinhas

As promoções do tipo "Leve 3 Pague 2" nem sempre são vantajosas. Por isso, o ideal é calcular o preço real por unidade e comparar com o preço individual do produto, fora da promoção.

Continua após a publicidade

Lojista pode ter más intenções e colocar preço lá em cima. "Já me deparei diversas vezes com casos em que, na embalagem promocional, o item estava mais caro do que na embalagem comum, porque às vezes o fabricante até tem uma boa intenção de fazer uma promoção como essa, mas o lojista não. E ele se faz valer do chamariz da promoção e coloca preço que fica aquém da expectativa", pontua.

A solução é fazer conta — mas elas são simples. Mas calma: economizar no supermercado não requer habilidades avançadas de matemática, e sim o conhecimento de algumas estratégias simples. Ou seja, quanto seria comprando o item sozinho e quanto ficaria na embalagem promocional?

Compra em quantidade? Cuidado para não estragar

Não adianta comprar itens perecíveis que você não vai usar até o vencimento. Mesmo que eles estejam em promoção e aparentemente ajudariam a economizar, o consumidor acabaria perdendo dinheiro. "Ou seja, é uma 'eficiência financeira' que, na verdade, não faz sentido", diz Thiago.

Continua após a publicidade

Comprar em grandes quantidades é mais estratégico se o produto tiver prazo de validade longo. A lógica de comprar em quantidade maior e aproveitar promoções só faz sentido para enlatados, higiene pessoal, bebidas e descartáveis, pois esses itens têm prazo de validade bem maior, afirma o especialista. Por isso, é preciso considerar os hábitos de consumo e a indispensabilidade de cada item.

Fermento em pó: a embalagem menor custa R$ 19,58 por 500g, enquanto a menor custa R$ 20,90 pelo mesmo peso. Mas não vale a pena se o consumidor vai fazer apenas um bolo, já que o produto estraga.
Fermento em pó: a embalagem menor custa R$ 19,58 por 500g, enquanto a menor custa R$ 20,90 pelo mesmo peso. Mas não vale a pena se o consumidor vai fazer apenas um bolo, já que o produto estraga. Imagem: Marcela Schiavon/UOL

Não compre por impulso, reduza a frequência das idas ao supermercado e vá sempre com uma lista. Evite fazer compras com fome e, se possível, deixe as crianças em casa para evitar compras impulsivas.

Dá para substituir por uma marca mais barata ou mesmo substituir produtos mesmo. Trocar uma torrada que está muito cara por um pão de forma, por exemplo.

O cadastro fidelidade em aplicativos ou até mesmo no caixa de algumas lojas pode garantir descontos. Comprar produtos próximos ao vencimento, que às vezes ficam em gôndolas exclusivas, também.

Creme de leite: Produtos de marca própria do mercado normalmente são mais baratos que similares de outras marcas, pelo mesmo peso.
Creme de leite: Produtos de marca própria do mercado normalmente são mais baratos que similares de outras marcas, pelo mesmo peso. Imagem: Marcela Schiavon/UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes