Bolsa Família de novembro foi antecipado por decisão do Governo? Veja datas

O cronograma de pagamento referente ao mês de novembro já está em andamento, iniciado no dia 17 e previsto para encerrar no dia 30. As datas de depósito seguem uma distribuição de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário. Não há previsão de antecipação.

Cronograma de pagamentos do Bolsa Família em novembro

  • NIS final 1: 17 de novembro (já efetuado);
  • NIS final 2: 20 de novembro (já efetuado);
  • NIS final 3: 21 de novembro (já efetuado);
  • NIS final 4: 22 de novembro (já efetuado);
  • NIS final 5: 23 de novembro (já efetuado);
  • NIS final 6: 24 de novembro (hoje);
  • NIS final 7: 27 de novembro;
  • NIS final 8: 28 de novembro;
  • NIS final 9: 29 de novembro;
  • NIS final 0: 30 de novembro.

O Bolsa Família, composto por seis benefícios específicos, atende às diversas situações dos beneficiários, proporcionando suporte financeiro variado:

  • Benefício de Renda de Cidadania (BRC): R$ 142 (valor per capita pago a cada membro da família);
  • Benefício Complementar (BCO): Valor adicional destinado às famílias cuja soma dos benefícios não atinja R$ 600;
  • Benefício Primeira Infância (BPI): Acréscimo de R$ 150 por criança com idade entre zero e sete anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar (BVF): Adicional de R$ 50 para gestantes e crianças e adolescentes com idade entre 7 e 18 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN): Suplemento de R$ 50 para cada membro da família com até sete meses incompletos (nutriz). As transferências tiveram início em setembro;
  • Benefício Extraordinário de Transição (BET): Aplicado em casos específicos para garantir que nenhum beneficiário receba menos do que recebia no programa anterior (Auxílio Brasil). Será pago até maio de 2025.

Para serem elegíveis ao Bolsa Família, as famílias devem satisfazer condições específicas nas áreas de saúde e educação, como a exigência de frequência escolar para crianças e adolescentes entre quatro e 17 anos, acompanhamento pré-natal para gestantes, avaliação nutricional (peso e altura) de crianças até sete anos, e seguir o calendário nacional de vacinação.

Ao matricular a criança na escola e vaciná-la no posto de saúde, é crucial informar a condição de beneficiário do Bolsa Família.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes