Bolsas

Câmbio

Índice de Xangai atinge máxima de 2 semanas, incerteza com EUA pesa

SYDNEY/XANGAI (Reuters) - O principal índice acionário da China terminou na máxima de duas semanas nesta terça-feira (24), mas reduziu parte de seus ganhos anteriores pressionado pelas ações de empresas pequenas.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,01%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,2%.

O índice ChiNext de start-ups recuou 1,38%. O volume de negócios foi reduzido, com os investidores relutantes em assumir novas posições antes do maior feriado do país.

A confiança também foi afetada por preocupações com a dívida, depois que Pequim informou um déficit fiscal significativamente maior em 2016.

O déficit fiscal foi maior do que o governo havia previsto, já que a segunda maior economia do mundo dependeu de gastos governamentais para estabilizar o crescimento econômico no ano passado, aumentando as preocupações com a crescente dívida da China.

A incerteza que vem dos Estados Unidos uma vez que o foco do presidente norte-americano, Donald Trump, no protecionismo em vez de estímulo fiscal alimenta suspeitas de que sua administração pode se contentar em ganhar vantagem competitiva através de uma moeda mais fraca conteve o restante dos mercados asiáticos.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,37% às 7h43. (horário de Brasília).

  • Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,55%, a 18.787 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,22%, a 22.949 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC ganhou 0,2%, a 3.143 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,01%, a 3.364 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve desvalorização de 0,01%, a 2.065 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 0,25%, a 9.447 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times valorizou-se 0,54 %, a 3.041 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 0,7%, a 5.650 pontos.

(Por Wayne Cole, Luoyan Liu e John Ruwitch)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos