Economia da Grã-Bretanha cresce menos que o esperado no 1º tri

Por David Milliken e John Geddie

LONDRES (Reuters) - A economia da Grã-Bretanha desacelerou de forma mais acentuada do que o esperado no início de 2017, já que o aumento da inflação desde o voto pelo Brexit atingiu os consumidores e a libra mais fraca não conseguiu impulsionar as exportações, segundo dados oficiais divulgados nesta quinta-feira, duas semanas antes das eleições.

A Grã-Bretanha foi uma das principais economias de crescimento mais rápido do mundo em 2016, uma vez que desprezou o choque inicial da votação de junho passado para deixar a União Européia e o emprego atingiu máxima recorde.

No primeiro trimestre deste ano, o Produto Interno Bruto (PIB) expandiu na taxa mais lenta em um ano, de apenas 0,2 por cento em comparação com os três meses anteriores, informou o Escritório Britânico de Estatísticas Nacionais. Em pesquisa Reuters, as projeções eram de crescimento de 0,3 por cento.

Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, a expansão foi de 2 por cento, frente a 2,1 por cento esperados na pesquisa Reuters.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos