Exportação de carne bovina do Brasil crescerá menos que o esperado, diz Agroconsult

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações de carne bovina do Brasil deverão aumentar 10 por cento ante o ano passado, para 1,5 milhão de toneladas em 2017, mas o crescimento será menor do que o projetado anteriormente, de acordo com avaliação da consultoria Agroconsult nesta quinta-feira.

Numa avaliação anterior, a Agroconsult esperava que as exportações de carne bovina do Brasil crescessem em 20 por cento.

No entanto, uma série de problemas, incluindo o escândalo envolvendo fiscalização sanitária denunciado pela Operação Carne Fraca, prejudicou as operações dos maiores processadores de carne do Brasil, segundo o analista de pecuária da Agroconsult, Maurício Nogueira.

A avaliação foi apresentada durante conferência sobre a expedição técnica Rally da Pecuária.

A delação dos irmãos Batista, da gigante JBS, também influenciou as previsões, disse Nogueira.

Com o escândalo, muitos pecuaristas endureceram as negociações com a JBS, exigindo pagamentos à vista, preocupados com a saúde financeira do grupo.

"Considerando o tamanho da JBS, isso afetou toda a cadeia produtiva", disse ele.

Paralelamente, a Agroconsult disse que a produção de carne bovina do Brasil deverá totalizar 9,4 milhões de toneladas em 2017, ante 10,1 milhões de toneladas na previsão anterior e 9,1 milhões de toneladas em 2016.

Com uma fraca demanda no mercado doméstico adicionando pressão para a indústria, disse Nogueira, a projeção de abates no país foi revisada para abaixo para 39,5 milhões de cabeças, neste ano, ante 40,4 milhões na projeção de abril.

(Por Ana Mano)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos