Bovespa tem ganhos com melhora em humor sobre Previdência e após perdas recentes

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava no azul nesta terça-feira, com alguma melhora no humor em relação às articulações para a reforma da Previdência e após a fraqueza recente no mercado.

Às 12:01, o Ibovespa subia 0,54 por cento, a 74.458 pontos. O giro financeiro era de 1,3 bilhão de reais.

A melhora no humor veio após o PSDB acertar na segunda-feira a candidatura única do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para a presidência da sigla. A medida aumentou a expectativa de reunificação do partido que vive atualmente um racha interno entre a ala que defende o desembarque da sigla do governo do presidente Michel Temer e o grupo que defende a manutenção do partido na base governista.

"A decisão (de levar Alckmin à presidência do partido)... representa um fato novo no trâmite da reforma da Previdência, que encontra alguma resistência em algumas alas tucanas. O efeito prático disso para o avanço da reforma ainda é incerto, mas o mercado parece apostar em um impacto positivo", escreveram analistas da corretora Coinvalores em nota a clientes.

No exterior, as atenções se voltam à sabatina para aprovação de Jerome Powell para assumir a frente do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, em substituição a chair Janet Yellen.

DESTAQUES

- BANCO DO BRASIL ON avançava 1,96 por cento, no melhor desempenho entre os bancos do índice. ITAÚ UNIBANCO PN subia 1,03 por cento, BRADESCO PN tinha alta de 1,03 por cento e SANTANDER UNIT ganhava 0,56 por cento. Os ganhos do setor vinham diante da expectativa pelo acordo com poupadores para encerrar disputas judiciais relativas aos planos econômicos das décadas de 1980 e 1990.

Segundo analistas da corretora Coinvalores, embora ainda não tenha sido feito o anúncio oficial do valor acordado, notícias indicam que deve ser algo próximo dos 10 bilhões de reais que os bancos têm provisionados para essa questão. Além disso, a equipe avalia o acordo como positivo, pois destrava um assunto que "já se arrastava por décadas".

- VALE ON tinha leve alta de 0,17 por cento, em sessão sem rumo definido para os papéis, apesar da queda dos contratos futuros do minério de ferro na China. Por outro lado, ajudando o tom mais positivo para o papel estava a assinatura de contratos financeiros do project finance do Corredor Logístico de Nacala (CLN), em Moçambique, em que as empresas sócias, incluindo a própria Vale, receberão 2,73 bilhões de dólares. Segundo analistas, a medida é positiva para o processo de desalavancagem da mineradora.

- PETROBRAS PN tinha leve alta de 0,13 por cento PETROBRAS ON subia 0,43 por cento, apesar das perdas para os preços do petróleo no exterior.

- NATURA ON tinha alta de 1,73 por cento, voltando a subir após fechar no vermelho por cinco pregões seguidos, quando acumulou perda de 6,7 por cento.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos