ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Demanda por voos no Brasil engata 11ª alta em janeiro e sobe 2,73%, diz Anac

20/02/2018 12h14

SÃO PAULO (Reuters) - A demanda por voos domésticos no Brasil subiu 2,73 por cento em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado, acumulando agora 11 meses seguidos de alta, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A oferta de assentos pelas companhias aéreas no mês passado subiu 2,27 por cento no mesmo período.

A taxa de ocupação nos voos domésticos foi de 84,6 por cento em janeiro, 0,4 ponto percentual acima da verificada um ano antes e sexto mês seguido de alta.

Foram transportados 8,7 milhões de passageiros pagos em voos domésticos no mês passado, representando uma alta de 2,1 por cento em relação ao mesmo período do ano passado.

Em janeiro, a Gol liderou a participação de mercado na demanda por voos domésticos, com 38,6 por cento. Na sequência vieram Latam (30,2 por cento), Azul (18,1 por cento) e Avianca Brasil (12,7 por cento).

MERCADO INTERNACIONAL

A demanda internacional das empresas brasileiras em janeiro aumentou 14,2 por cento na comparação anual e registrou o 16º mês seguido de alta. A oferta avançou 16,4 por cento na mesma base de comparação, a 15ª alta seguida.

No mês passado, foram transportados 912,7 mil passageiros pagos em voos internacionais por empresas brasileiras, alta de 17 por cento ante janeiro de 2017.

A taxa de aproveitamento de assentos nos voos internacionais no primeiro mês de 2018 foi de 85,7 por cento, queda de 1,6 ponto percentual ante igual mês de 2017 e a sexta baixa seguida.

Na participação do mercado na demanda por voos internacionais em janeiro, a Latam liderou, com 66,7 por cento, seguida por Azul (14,9 por cento), Gol (12,6 por cento) e Avianca (5,7 por cento).

(Por Flavia Bohone)

Mais Economia