PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Lucro trimestral da GE supera expectativas após corte de custos; ações avançam

20/04/2018 13h56

(Reuters) - A General Electric divulgou resultado trimestral acima do esperado nesta sexta-feira, conforme os lucros com os segmentos de aviação, saúde e transporte compensaram um desempenho mais fraco em energia e óleo e gás, impulsionando acentuadamente as ações da companhia.

A GE reiterou a meta para o lucro e o fluxo de caixa em 2018, e informou que prevê registrar até 10 bilhões de dólares em receitas com desinvestimento de ativos industriais este ano. Os comentários aliviaram preocupações de que a GE amargaria fracos resultados.

A companhia teve lucro ajustado de 0,16 dólar por ação, ante 0,14 dólar por ação um ano atrás. Analistas, em média, previam 0,11 dólar por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S. Sem considerar ajustes, a GE lucrou 369 milhões de dólares no primeiro trimestre, ou 0,04 dólar por ação, e receita de 28,7 bilhões de dólares.

O resultado da empresa refletiu um crescimento de 7 por cento da receita e vigorosos esforços para corte de custos. O faturamento da GE cresceu em aviação, óleo e gás, saúde, compensando quedas em energia, transporte, luz e energia renovável.

A companhia ainda reduziu 1 bilhão de dólares em custos, incluindo 800 milhões de dólares em custos estruturais industriais.

As ações da GE subiram 3,8 por cento nesta quinta-feira, para 14,52 dólares. Ainda assim, os papéis perderam mais de 50 por cento de valor no último ano.

Analistas esperavam que o lucro da GE recuaria no primeiro trimestre e alguns pensavam que os resultados desta sexta-feira viriam aquém das expectativas já revisadas para baixo. Mas os setores de aviação, transporte e saúde tiveram um crescimento de dois dígitos no trimestre, impulsionando os resultados como um todo.

Em energia, contudo, o lucro da GE caiu 38 por cento no período, afetado por declínio de 9 por cento nas vendas e de 29 por cento nas encomendas.

O segmento de óleo e gás lucrou 30 por menos no trimestre, excluindo custos de reestruturação e outras despesas, segundo a GE.

(Por Alwyn Scott em Nova York e Rachit Vats emBengaluru)