ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

PMI oficial de indústria da China tem leve queda em abril, encomendas para exportação enfraquecem

30/04/2018 07h10

PEQUIM (Reuters) - O crescimento do vasto setor industrial da China desacelerou apenas ligeiramente em abril em um sinal da resiliência econômica, embora o enfraquecimento das encomendas para exportação indiquem riscos às perspectivas em meio à disputa comercial entre chineses e norte-americanos.

O Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial de indústria da China caiu a 51,4 em abril de 51,5 em março, informou nesta segunda-feira a Agência Nacional de Estatísticas, mas permaneceu bem acima da marca de 50 que separa crescimento de contração. Foi o 21º mês seguido de expansão das condições empresariais na China.

Analistas consultados pela Reuters projetavam que o índice recuaria para 51,3.

Mas a leitura ligeiramente mais fraca, especialmente sobre as encomendas para exportação, amplia as preocupações em relação à esperada perda de força da segunda maior economia do mundo, no momento que as autoridade enfrentam os riscos da dívida e o embate comercial com os Estados Unidos.

"O suporte à economia do afrouxamento dos controles à poluição deve ter agora acabado", disse Chang Liu, economista da Capital Economics em nota a clientes.

"Crescimento mais lento é provável nos próximos meses conforme o peso sobre a atividade econômica do crescimento mais fraco do crédito e o esfriamento do mercado imobiliário se intensificam."

Os sinais de fraqueza no setor comercial já ficaram evidentes no resultado de abril do PMI, com o subíndice de encomendas para exportação caindo a 50,7 de 51,3.

Já o setor de serviços mostrou um "desenvolvimento constante", segundo a agência de estatísticas. O PMI oficial de serviços subiu a 54,8 de 54,6 em março.

(Reportagem de Yifan Qiu e Matthew Miller)

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia