PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Dois Feds regionais defenderam manutenção da taxa de desconto antes da última reunião, mostra ata

23/10/2018 15h31

WASHINGTON (Reuters) - Duas unidades regionais do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, pressionaram pela manutenção da taxa que bancos comerciais pagam por empréstimos emergenciais até pouco antes do último encontro de política monetária, mostrou nesta terça-feira a ata das discussões sobre a taxa de desconto.

O Fed aumentou a taxa básica de juros em sua reunião sobre política monetária do dia 26 de setembro, ao mesmo tempo em que prevê que a economia dos EUA teria mais três anos de crescimento. A ata dessa reunião, divulgada nesta semana, mostra que todos os membros votantes do Fed apoiaram a elevação dos juros.

Mas, no dia 13 de setembro, os diretores do Federal Reserve de Nova York e e de Minneapolis votaram para manter a taxa de desconto inalterada, disse o Fed nesta terça-feira.

A taxa de desconto tende a se mover em linha com a taxa básica de juros, cobrada nos fundos federais, portanto a ata sobre a discussão da taxa de desconto sugere que durante a primeira metade de setembro nem todos os membros votantes do Fed podem ter apoiado o aumento da taxa de juros.

(Reportagem de Jason Lange)