PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Arrecadação federal avança 1,48% e tem melhor novembro em cinco anos, diz Receita

Josh Appel/Unsplash
Imagem: Josh Appel/Unsplash

Gabriel Ponte

Em Brasília

19/12/2019 10h44

A arrecadação do governo federal avançou em novembro, com crescimento real de 1,48% sobre igual mês de 2018, a R$ 125,161 bilhões, divulgou hoje a Receita Federal.

O dado veio em linha com a expectativa de R$ 125,884 bilhões, segundo pesquisa da Reuters com analistas.

Apesar de as receitas administradas pela Receita, que envolvem o recolhimento de impostos, terem subido em termos reais 1,94% sobre novembro do ano passado, as receitas administradas por outros órgãos, sensibilizadas por royalties de petróleo, caíram 17,31% na mesma base, a despeito do resultado total positivo.

O número da arrecadação de novembro é o melhor para o mês desde 2014, quando foi de R$ 136,405 bilhões.

Já no acumulado de janeiro a novembro, houve alta real de 1,88% na arrecadação total, para R$ 1,390 trilhão. Na série corrigida pela inflação, este foi o melhor desempenho para o período desde 2014, quando foi de R$ 1,431 trilhão.

Na arrecadação de Receitas administradas pela Receita, o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros, Claudemir Malaquias, destacou o crescimento expressivo de 31,36% na arrecadação com o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) em comparação a novembro de 2018 — que, segundo ele, é justificado por ganhos com tributação majoritariamente de aplicações na bolsa de valores.

"As operações de Bolsa e operações que detectamos também no mês passado de renda fixa tiveram essa variação bem positiva em relação aos demais tributos", disse.

Ele lembrou, contudo, que esse resultado não depende diretamente da atividade macroeconômica, mas sim do desempenho do mercado financeiro.