PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Executivo da UE vai propor plano de recuperação de 1 tri de euros com subsídios e empréstimos

19/05/2020 10h47

Por Jan Strupczewski

BRUXELAS (Reuters) - A Comissão Europeia apresentará na próxima semana um plano de recuperação que excederá 1 trilhão de euros numa combinação de subsídios e empréstimos, afirmou nesta terça-feira o vice-presidente executivo da Comissão, Valdis Dombrovskis.

Dombrovskis, falando em uma coletiva de imprensa após reunião de ministros das Finanças da União Europeia, disse que uma proposta apresentada pela França e pela Alemanha na segunda-feira -- de um fundo de recuperação econômica de 500 bilhões de euros para desembolsar subsídios a regiões e setores mais atingidos pela pandemia -- é bem-vinda.

Mas ele disse que a Comissão será mais ousada.

"Nossa ambição não é aumentar a capacidade de financiamento na faixa de centenas de bilhões, mas sim um número superior a 1 trilhão de euros", disse ele.

"É claro que neste caso estamos falando de empréstimos e subsídios. Esse é o nível de ambição em que estamos discutindo o contexto de nossa proposta de instrumento de recuperação."

A proposta da Comissão de 27 de maio, vinculando o Fundo de Recuperação ao próximo Orçamento de longo prazo da UE para 2021 a 2027, servirá de base para as discussões de todos os governos da UE em junho.

Dombrovskis disse que a Comissão está examinando se parte do dinheiro pode ser disponibilizada este ano, mas observou que isso pode ser legalmente complicado.

O rendimento dos títulos do sul da Europa caía fortemente nesta terça-feira em reação à proposta franco-alemã de subsídios em grande escala, pois essa solução ajudaria países como Itália ou Espanha, atingidos pela epidemia, a se recuperarem sem serem esmagados por uma montanha de dívidas.

O Banco Central Europeu também disse que a ideia de subsídios em grande escala era bem-vinda, dizendo que levaria alívio essencial aos países mais atingidos e demonstraria solidariedade.