PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Pelosi e Mnuchin não chegam a acordo sobre plano de alívio nos EUA, mas negociações continuam

09/10/2020 15h33

Por David Morgan e Susan Heavey

WASHINGTON (Reuters) - A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, fracassaram em alcançar um acordo sobre um pacote de alívio à Covid-19, enquanto o principal senador republicano expressou dúvidas de que o Congresso agiria antes da eleição de 3 de novembro.

Em uma nova conversa telefônica de 30 minutos na tarde desta sexta-feira, Mnuchin apresentou uma nova proposta, mas o assessor de Pelosi, Drew Hamill, disse que faltava um plano amplo para conter a pandemia. De acordo com ele, as negociações vão continuar.

"Ainda estamos aguardando uma resposta do governo à medida que as negociações sobre o montante geral do financiamento continuam", disse Hamill no Twitter.

Foi o terceiro dia consecutivo de negociações entre Pelosi e Mnuchin nesta semana.

O otimismo em torno de um possível acordo impulsionava os mercados de ações dos EUA e colocava os índices a caminho de um segundo ganho semanal consecutivo. [.NPT]

Mas o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, o principal republicano no Congresso, disse duvidar que os parlamentares aprovariam um pacote antes das eleições presidenciais de 3 de novembro, embora ele não tenha participado diretamente das conversas.

"A proximidade com a eleição e as diferenças de opinião sobre o que é necessário neste momento específico são muito grandes", disse McConnell em coletiva de imprensa em seu Estado natal, Kentucky.

O novo pacote carregava uma proposta de 1,8 trilhão de dólares, de acordo com o "Wall Street Journal", acima do valor anterior de 1,6 trilhão de dólares.

O montante é mais próximo do valor de 2,2 trilhões de dólares que os parlamentares da Câmara aprovaram na semana passada, mas os republicanos do Senado advertiram que podem não apoiar um pacote que esteja próximo à marca de 2 trilhões de dólares.

O presidente Donald Trump --que inicialmente havia se retirado das negociações nesta semana, apenas para depois recuperar o interesse em estabelecer um acordo bipartidário-- disse que estava aberto a um acordo maior.

"Francamente, eu gostaria de ver um pacote de estímulo maior do que o que os democratas ou os republicanos estão oferecendo", disse ele em entrevista a Rush Limbaugh, radialista e comentarista conservador norte-americano.

Em uma entrevista à MSNBC, Pelosi enfatizou a necessidade de auxílio aos governos estaduais e locais para ajudar a pagar salários da polícia, de profissionais da saúde e de outros profissionais de linha de frente.

Esse tem se mostrado um grande ponto de desacordo ao longo de meses de negociações. A pandemia infectou pelo menos 7,6 milhões de pessoas nos Estados Unidos e matou mais de 212 mil.

(Reportagem adicional de Steve Holland, Alexandra Alper, Mana Rabiee, Richard Cowan e Lisa Lambert)