PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Bolsonaro diz que daqui um tempo não vai ter mais carne na Argentina

Presidente Jair Bolsonaro destacou os problemas argentinos com os preços locais de carne - Isac Nóbrega / PR
Presidente Jair Bolsonaro destacou os problemas argentinos com os preços locais de carne Imagem: Isac Nóbrega / PR

20/05/2021 21h36

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira que depois de ter proibido a exportação de carne, daqui a algum tempo a Argentina vai ficar sem carne.

Em sua live semanal, Bolsonaro voltou a atacar Venezuela e Argentina, países governados pela esquerda, e aproveitou para destacar os problemas argentinos atuais com os preços locais de carne.

"A Argentina está tendo um problema sério; a Argentina acabou de impedir, de proibir, a exportação de carne porque o preço lá está um pouco alto e o governo está pensando então em abastecer o mercado interno com carne mais barata", disse.

"Sabe o que vai acontecer com a Argentina, pessoal? Vai ter carne por mais algumas poucas semanas, mas depois não vai ter mais", emendou.

O governo argentino decidiu na segunda-feira interromper por um mês os embarques de carne bovina, um dos principais pratos dos argentinos, com o objetivo de garantir uma maior oferta doméstica, que limite as fortes altas registradas nos últimos meses. O país é um dos principais exportadores mundiais do produto.

A medida gerou reação de associações agropecuárias, que decidiram suspender por nove dias as vendas de gado.

Apesar das críticas, Bolsonaro encerrou seus comentários sobre o país vizinho afirmando que deseja o bem para a Argentina e que ela prospere.

Desde antes das eleições presidenciais do país vizinho em 2019, o presidente brasileiro tem feito críticas a Alberto Fernández, que tem como vice a ex-presidente Cristina Kirchner.