PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Siderúrgicas na China sofrem com preço de produtos caindo mais que minério de ferro

31/05/2021 09h22

Por Min Zhang e Gavin Maguire

PEQUIM/CINGAPURA (Reuters) - Usinas siderúrgicas na China têm visto prejudicada sua capacidade de gerar lucros neste mês, uma vez que os preços de seus produtos têm caído mais que os preços de matérias-primas, depois que o governo ampliou fiscalizações e controles para conter o entusiasmo do mercado.

Os preços do aço e do minério de ferro saltaram para máximas históricas em 12 de maio, impulsionados por uma recuperação da economia após a pandemia, pela ampla liquidez global e por compras especulativas, mas recuaram desde então.

Os contratos mais negociados do vergalhão de aço e da bobina laminada a quente na bolsa de futuros de Xangai caíram 18% desde suas máximas, devolvendo todos ganhos dos últimos dois meses, recuando 6,8% e 5,9% em maio, respectivamente.

Em comparação, os futuros do minério de ferro caíram 17% desde 12 de junho, mas ainda têm ganhos de 1,6% no mês.

A margem de lucro com vergalhão de aço no leste da China, que superou 1.000 iuanes (157 dólares) por tonelada em abril, estava em apenas 40 iuanes por tonelada na semana passada, segundo a CITIC Securities.

Zhuo Guiqiu, analista da Jinrui Capital, disse que algumas usinas siderúrgicas no leste da China têm registrado perdas, enquanto produtores no norte do país também têm sofrido.

A Hunan Valin Steel, siderúrgicas na província central de Hunan, disse em uma plataforma de perguntas e respostas para investidores da bolsa de Shenzhen, na última quinta-feira: "o recuo nos preços do aço foi maior que no minério de ferro. Os preços do minério de ferro ainda estão em níveis elevados, o que resulta em relativa pressão sobre nossas operações."