PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

BC estuda poupança e 'obviamente' quer fazer mudanças, diz presidente

Presidente do Banco Central, Roberto Campos, afirmou que o BC tem estudado o tema da poupança e tem "obviamente" vontade de fazer mudanças - Adriano Machado/Reuters
Presidente do Banco Central, Roberto Campos, afirmou que o BC tem estudado o tema da poupança e tem "obviamente" vontade de fazer mudanças Imagem: Adriano Machado/Reuters

Marcela Ayres

26/11/2021 12h14Atualizada em 26/11/2021 12h50

O presidente do Banco Central, Roberto Campos, afirmou nesta sexta-feira que o BC tem estudado o tema da poupança e tem "obviamente" vontade de fazer mudanças, mas pontuou que isso tem que acontecer de forma faseada e bastante lenta para não criar ruptura no financiamento.

Em evento virtual com empresas do mercado imobiliário promovido pelo Secovi-SP, ele disse concordar que em algum momento seria preciso pensar em fórmula de poupança que fosse mais "hedgeável" e casada com destinação dos recursos.

"É coisa que a gente tem olhado", afirmou ele, ressalvando que o tema provavelmente demandará a realização de consulta pública.

Ainda sobre o assunto, Campos Neto esclareceu que quando o BC comunicou preocupação com o "lower bound" —em referência à existência de um limite mínimo para os juros— se referia à fuga de recursos para a poupança com a Selic em patamares baixos.

"Nosso debate lower bound não era sobre política monetária, a gente estava preocupado com migração muito excessiva para poupança e engarrafamento que isso podia causar", disse ele.

Agora, num quadro de subida dos juros básicos, a preocupação é com a migração contrária, pontuou ele, acrescentando que o BC irá discutir o impacto dos juros altos para o crédito imobiliário em reunião com CEOs de bancos nesta sexta.

PUBLICIDADE