IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Cade aprova compra da Oi Móvel por TIM, Vivo e Claro em disputa acirrada

Loja da Oi Telefonia Telecomunicações - Divulgação
Loja da Oi Telefonia Telecomunicações Imagem: Divulgação

Alberto Alerigi Jr.

Reuters, São Paulo*

09/02/2022 13h23Atualizada em 09/02/2022 17h19

A operação de compra da Oi Móvel pelas rivais TIM, Vivo e Claro foi aprovada nesta quarta-feira (9) pelo Tribunal do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).

O julgamento terminou empatado em 3 a 3. O presidente do Cade, Alexandre Cordeiro Macedo, acabou dando o voto do desempate em favor da operação. A sessão foi transmitida pela internet.

As ações da Oi, que chegaram a cair com força quando o relator do caso, Luis Henrique Bertolino Braido, votou contra a transação de R$ 16,5 bilhões acertada no final de 2020, passaram a subir até 10% após a decisão de Cordeiro.

O processo envolve venda de ativos — torres, data centers e imóveis. TIM, Vivo e Claro venceram o leilão em dezembro de 2020. O MPF (Ministério Público Federal) recomendou ao Cade que a compra fosse vetada, argumentando que as três empresas de telefonia envolvidas no negócio criaram um "consórcio" sem consultar o Conselho.