IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Negócio de metais básicos da Teck atrai ofertas da Freeport, Vale e Anglo, dizem fontes

17/04/2023 08h22

Por Mrinmay Dey

(Reuters) - A Teck Resources foi abordada pela Vale, Anglo American Plc e Freeport-McMoRan Inc, entre outros, para explorar acordos por seu negócio de metais básicos se a mineradora de cobre canadense prosseguir com planos de uma divisão da unidade, disseram à Reuters fontes próximas ao assunto no domingo.

As abordagens de mais de seis mineradoras interessadas em transações caso a Teck separe seu negócio de carvão ocorrem no momento em que a mineradora com sede em Vancouver está se defendendo de uma oferta de aquisição não solicitada por parte da Glencore Plc.

No domingo, o ex-chairman Norman Keevil, que integra a família controladora da Teck, disse que a proposta da Glencore era "a errada, e na hora errada", e que a divisão deveria prosseguir.

As ações de classe "A" da Teck, que estão nas mãos principalmente da família controladora, têm muito mais poder de voto do que as ações da classe "B" detidas por instituições.

"Existem inúmeros agentes da indústria de mineração que estão de olho na Teck e estariam interessados em fazer parceria ou investir na Teck Metals depois que ela separar seus negócios de metais básicos e carvão siderúrgico", disse Keevil em um comunicado.

Ele disse que apoiaria qualquer tipo de transação, parceria operacional, fusão, aquisição ou venda, mas com o parceiro certo e nos termos certos para a Teck Metals após a separação.

"Acredito que buscar uma transação de venda ou fusão agora roubaria de nossos acionistas um valor significativo pós-separação", disse Keevil no comunicado.

Um porta-voz da Teck disse que a empresa não comenta rumores ou especulações de mercado quando questionada sobre as abordagens de mais de seis mineradoras.

Freeport, Vale, Anglo American e Glencore se recusaram a comentar.

Os investidores da Teck devem votar o plano de reestruturação da mineradora em 26 de abril, que fará com que ela separe seu negócio de carvão altamente poluente e se concentre na produção de cobre e zinco.

(Por Mrinmay Dey e Lavanya Ahire em Bengaluru, com reportagem adicional de Kanjyik Ghosh e Urvi Dagar)