IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Conab vê safra de cana 22/23 do Brasil encerrando acima do previsto

20/04/2023 09h21

SÃO PAULO (Reuters) -A produção de cana-de-açúcar do Brasil somou 610,1 milhões de toneladas, crescimento de 5,4% em relação à temporada passada, afirmou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta quinta-feira, ao divulgar números da safra 2022/23 recém-encerrada.

Isso representa uma elevação ante o volume de 598,3 milhões de toneladas estimado no último levantamento do órgão, publicado em dezembro, com impulso da produtividades acima do esperado.

A produtividade média do Brasil avançou 6,1% na safra 22/23 ante o ciclo anterior para 73,6 toneladas por hectare, com os canaviais recuperando-se após sofrerem efeitos do tempo seco e geadas em 2021/22. A projeção aumentou mais de 1,5 tonelada/hectare na comparação com a estimativa divulgada em dezembro para 2022/23.

"O resultado reflete uma recuperação das produtividades nos principais Estados produtores, influenciado pelo clima mais favorável nesse ciclo, e compensou a menor área colhida em relação à temporada 2021/22", disse a Conab, em relatório.

No quarto levantamento, a Conab detectou uma área plantada com cana ainda menor do que o previsto, caindo 0,7% no Brasil ante o ciclo passado, para 8,29 milhões de hectares. No levantamento anterior, o recuo anual era de 0,5%.

AÇÚCAR E ETANOL

Com um aumento da produtividade agrícola, a produção de açúcar do Brasil foi projetada em 37 milhões de toneladas na safra 2022/23, alta de 6% frente ao ciclo passado e também acima dos 36,4 milhões estimados anteriormente.

Já a produção de etanol de cana do país atingiu 26,53 bilhões de litros, um pouco abaixo dos 26,6 bilhões vistos anteriormente, mas ainda 0,5% acima do produzido na safra passada.

A produção de etanol de milho do Brasil somou 3,97 bilhões de litros, crescimento de 14,4% sobre a safra 2021/22, mantendo o ritmo forte de outras temporadas com novos empreendimentos e expansões.

No consolidado da safra 2022/23, o Brasil exportou cerca de 29,4 milhões de toneladas de açúcar, o que corresponde a um aumento de 13% na comparação com o ciclo anterior, segundo a Conab que citou dados do governo.

"O bom resultado é influenciado pela menor participação da Índia no mercado internacional, uma vez que as condições climáticas desfavoráveis prejudicaram a safra do país asiático."

Na safra 2022/23, as vendas de etanol ao mercado externo chegaram a 2,84 bilhões de litros, acréscimo de 58% na comparação com o ciclo passado.

Além de encontrar um mercado mais favorável no exterior no que diz respeito a preços, outros fatores como a valorização do dólar ajudaram nos embarques, segundo a companhia.

(Por Letícia Fucuchima e Gabriel Araújo e Roberto Samora)