Atividade empresarial dos EUA acelera em dezembro, mostra PMI da S&P Global

WASHINGTON (Reuters) - A atividade empresarial dos Estados Unidos aumentou em dezembro, em meio ao salto dos pedidos e da demanda por trabalhadores, o que pode ajudar a dissipar os temores de uma forte desaceleração do crescimento econômico no quarto trimestre.

A S&P Global informou nesta sexta-feira que o seu Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) Composto para os EUA, que acompanha os setores industrial e de serviços, aumentou de 50,7 em novembro para 51,0 em dezembro, um pico em cinco meses. Uma leitura acima de 50 indica expansão no setor privado.

Toda a melhora veio do setor de serviços, com a atividade industrial diminuindo ainda mais.

A pesquisa seguiu-se a notícias otimistas sobre o mercado de trabalho em novembro. A temporada de compras de fim de ano também teve um início forte, com as vendas no varejo superando as expectativas em novembro, segundo dados divulgados na quinta-feira.

A série de dados melhores do que o esperado levou o Federal Reserve de Atlanta a aumentar sua estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto de 1,2% para uma taxa anualizada de 2,6%. A economia subiu a uma taxa anual de 5,2% no terceiro trimestre.

"Os primeiros dados do PMI indicam que a economia dos EUA ganhou um pouco de impulso em dezembro", disse Chris Williamson, economista-chefe de negócios da S&P Global Market Intelligence. "Condições financeiras mais frouxas ajudaram a impulsionar a demanda... e também ajudaram a elevar as expectativas de produção futura."

Os economistas não esperam uma recessão no próximo ano. O Federal Reserve manteve as taxas de juros estáveis na quarta-feira e sinalizou, em novas projeções econômicas, que o aperto histórico da política monetária projetado nos últimos dois anos está no fim e que custos de empréstimos mais baixos estão chegando em 2024.

O setor industrial continuou a enfrentar dificuldades, com o PMI de manufatura preliminar da pesquisa caindo para 48,2 este mês, em meio ao declínio de pedidos, em comparação com 49,4 em novembro. O PMI do setor de serviços subiu de 50,8 no mês passado para 51,3. Todos os subcomponentes de novos pedidos, emprego e preços de insumos aumentaram.

(Por Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes