Israel concede subsídio de US$3,2 bi à Intel para nova fábrica de chips

Por Steven Scheer

JERUSALÉM (Reuters) - O governo de Israel concordou em conceder um subsídio de 3,2 bilhões de dólares à Intel Corp para sua nova fábrica de chips, de 25 bilhões de dólares, a ser construída no sul do país, disseram ambas as partes nesta terça-feira, sobre o maior investimento já feito por uma empresa em Israel.

A notícia chega no momento em que Israel permanece em uma guerra com o grupo militante palestino Hamas, após o ataque dos militantes ao país em 7 de outubro. O projeto é uma grande demonstração de apoio por parte de uma grande empresa dos Estados Unidos e uma oferta generosa do governo israelense, em um momento em que Washington tem aumentado a pressão para que o aliado tome medidas adicionais para minimizar os danos aos civis em Gaza.

O plano de expansão para sua unidade de Kiryat Gat, que fica a 42 km da Faixa de Gaza, é uma "parte importante dos esforços da Intel para promover uma cadeia de suprimentos global mais resiliente, junto de investimentos em fabricação contínuos e planejados da empresa na Europa e nos Estados Unidos", disse a Intel em comunicado.

Sob o comando do presidente-executivo, a Intel investiu bilhões na construção de fábricas em três continentes para restaurar seu domínio na fabricação de chips e competir com as rivais AMD, Nvidia Pat Gelsinger e Samsung. A nova fábrica israelense é o mais recente investimento da empresa nos últimos anos.

A Intel planeja gastar mais de 30 bilhões de euros para desenvolver duas fábricas de chips em Magdeburg, como parte de uma iniciativa de investimento multibilionária em toda a Europa, para aumentar a capacidade de produção de chips. Berlim prometeu grandes subsídios para atrair o maior investimento estrangeiro da história da Alemanha.

Em 2022, a Intel disse que investiria até 100 bilhões de dólares para construir potencialmente o maior complexo de fabricação de chips do mundo em Ohio, e as rivais Samsung e Taiwan Semiconductor Manufacturing Co, ou TSMC, também anunciaram grandes planos de investimento nos EUA.

Os ministérios da Economia e das Finanças de Israel disseram que o investimento da Intel, especialmente nesse período e à luz da concorrência global para atrair investimentos significativos na área, é uma expressão significativa de confiança na economia israelense.

Eles disseram que o investimento tem benefícios fiscais diretos para Israel, que serão significativamente maiores do que a concessão do Estado.

Continua após a publicidade

"Esse investimento, em um momento em que Israel trava uma guerra contra a maldade absoluta, uma guerra em que o bem deve derrotar o mal, é um investimento nos valores corretos e justos que significam progresso para a humanidade", disse o ministro das Finanças, Bezalel Smotrich.

Além do subsídio, que equivale a 12,8% do investimento total, a fabricante de chips se comprometeu a comprar 60 bilhões de shekels (16,6 bilhões de dólares) em bens e serviços de fornecedores israelenses na próxima década, enquanto a nova instalação deverá criar milhares de empregos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes