Wall Street inicia 2024 em clima cauteloso com alta de rendimentos e queda da Apple

Por Sruthi Shankar e Shristi Achar A

(Reuters) - As ações dos Estados Unidos caíam no primeiro dia de negociações de 2024, com as ações da Apple recuando após sofrerem rebaixamento e com os rendimentos dos Treasuries em alta depois que investidores moderaram expectativas de cortes de juros este ano.

Os três principais índices de Wall Street registraram ganhos mensais, trimestrais e anuais na sexta-feira, com investidores precificando maiores chances de cortes nas taxas do Federal Reserve este ano. O S&P 500 terminou a semana passada a 1% do recorde de fechamento atingido em 3 de janeiro de 2022.

Mas as ações estavam sob pressão nesta terça-feira, quando o rendimento das notas do Tesouro dos EUA de 10 anos, referência para os custos de empréstimos globais, ultrapassou 4,0000%, atingindo a maior alta em duas semanas, antes de cair para 3,9388%.

As ações da Megacap, incluindo a Nvidia e a Microsoft, caíram 3,5% e 1,7%, respectivamente. A Apple caiu 3,3% depois que o Barclays rebaixou a gigante da tecnologia para "subponderada", citando a demanda mais fraca por iPhones.

"É o primeiro dia depois de uma tremenda corrida. Quando você pensa no que aconteceu desde as baixas de outubro até agora, eu esperaria que os três primeiros meses deste ano fossem difíceis e que esta semana fosse um exemplo disso, com as pessoas realizando lucros e realinhando seus portfólios", disse Phil Blancato, CEO da Ladenburg Thalmann Asset Management.

"Nestes primeiros dias do ano, as taxas de juros serão o centro das atenções."

Às 12:43 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,01%, a 37.685 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,70%, a 4.736 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 1,62%, a 14.768 pontos.

Depois que o otimismo em torno da inteligência artificial e da estabilização das taxas de juros impulsionou as ações dos EUA em 2023, mais dados sobre a inflação e as próximas eleições presidenciais colocarão à prova ganhos adicionais do mercado.

Continua após a publicidade

Pedidos semanais de auxílio-desemprego, dados mensais das folhas de pagamento privadas e não agrícolas, bem como dados do setor de serviços estão na agenda desta semana. Na terça-feira, a leitura final da S&P Global sobre a atividade industrial dos EUA para dezembro ficou em 47,9, em comparação com estimativa anterior de 48,2.

Os participantes do mercado também estão aguardando a ata da reunião de política monetária do Fed de dezembro, prevista para quarta-feira, para determinar o momento de possíveis cortes nas taxas.

Embora haja quase um consenso de que o Fed manterá as taxas em sua reunião de janeiro, os traders esperam uma chance de quase 70% de um corte de 25 pontos-base em março, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes