Petróleo cai com aumento dos estoques de combustíveis nos EUA

Por Laura Sanicola

(Reuters) - O petróleo fechou em baixa nesta quinta-feira, em uma sessão volátil, com os enormes estoques semanais de gasolina e destilados dos Estados Unidos ofuscando uma queda maior do que a esperada nos estoques de petróleo.

O petróleo Brent teve queda de 0,66 dólar, ou 0,8%, para 77,59 dólares o barril. Durante a sessão, o preço subiu e caiu mais de 1 dólar. Os futuros do petróleo West Texas Intermediate fecharam em baixa de 0,51 dólar, ou 0,7%, para 72,19 dólares o barril.

A baixa demanda de combustível e os grandes aumentos de estoques segundo dados da Administração de Informações sobre Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês) pesaram sobre os preços.

Os estoques de gasolina aumentaram em 10,9 milhões de barris, para 237 milhões de barris, o maior aumento semanal em mais de 30 anos.

Os estoques de destilados aumentaram na semana passada em 10,1 milhões de barris, para 125,9 milhões de barris.

O fornecimento de produtos destilados, um indicador da demanda, caiu para seu nível mais baixo desde 1999, segundo dados da EIA.

"A fundamental região do Nordeste ainda está indicando temperaturas relativamente amenas até a terceira semana deste mês, o que provavelmente limitará os ganhos do diesel", disse Jim Ritterbusch, presidente da Ritterbusch and Associates LLC em Galena, Illinois.

Embora os estoques de petróleo bruto tenham diminuído em 5,5 milhões de barris na semana, segundo dados da EIA, grande parte disso reflete as interrupções no transporte marítimo no Mar Vermelho, disse Bob Yawger, diretor de futuros de energia da Mizuho.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes