S&P 500 e Nasdaq sobem após dados de emprego privados

Por Johann M Cherian e Shristi Achar A

(Reuters) - O S&P 500 e o Nasdaq subiam nesta quinta-feira, mesmo depois que um relatório de emprego privado indicou resiliência no mercado de trabalho, moderando as expectativas de quando poderiam começar os cortes de juros do Federal Reserve.

Wall Street caiu nas duas primeiras sessões de 2024, com o S&P 500 marcando seu pior desempenho em dois dias desde o final de outubro, à medida que os investidores realizavam lucros após uma forte recuperação no ano passado.

Apostas de que o Fed poderia começar a reduzir juros este ano impulsionou grande parte dos ganhos no final de 2023, embora a ata da reunião de política monetária do banco central de dezembro não tenha oferecido muitas pistas sobre quando a flexibilização poderia começar.

Operadores veem chances de 66,4% de pelo menos 25 pontos-base em cortes de juros em março e uma probabilidade de quase 92% para maio, de acordo com a ferramenta FedWatch, do CME Group.

O relatório nacional de emprego da ADP mostrou que os empregadores privados dos EUA contrataram mais trabalhadores do que o esperado em dezembro, apontando para uma força persistente no mercado de trabalho que deverá continuar a sustentar a economia.

“Isso coloca um ponto de interrogação sobre se os dados oficiais de emprego de amanhã serão ou não superiores ao que os mercados esperam”, disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities.

Às 12:22 (de Brasília), o índice S&P 500 ganhava 0,23%, a 4.715,51 pontos, enquanto o Dow Jones subia 0,44%, a 37.596,46 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,18%, a 14.566,60 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes