Presidente da Nippon Steel afirma estar confiante em concluir aquisição da US Steel

Por Yuka Obayashi

TÓQUIO (Reuters) - A Nippon Steel, maior siderúrgica  do Japão, está confiante em concluir com sucesso a aquisição da US Steel , apesar da oposição dos sindicatos e de alguns senadores dos Estados Unidos, disse seu presidente nesta sexta-feira.

O acordo de 14,9 bilhões de dólares envolvendo a quarta maior siderúrgica do mundo atraiu críticas de parlamentares democratas e republicanos e do poderoso sindicato United Steelworkers, o principal sindicato da terceira maior empresa siderúrgica dos EUA.

A Casa Branca também expressou a necessidade de um "escrutínio sério" do acordo, dado o papel da empresa na produção de aço dos EUA, que o governo considera crucial para a segurança nacional.

"Acredito que podemos concluir com sucesso a aquisição planejada", disse o presidente da Nippon Steel, Eiji Hashimoto, a repórteres durante a festa de Ano Novo da Federação Japonesa de Ferro e Aço, nesta sexta-feira.

"O acordo não representa nenhum dano para a América... já que faremos investimentos em linha com as estratégias de segurança econômica dos Estados Unidos e de outras nações ocidentais", afirmou.

Hashimoto disse que o investimento substancial da Nippon Steel e o uso da avançada tecnologia de produção de aço da empresa japonesa seriam vantajosos para os EUA.

Ele acrescentou que o atual acordo trabalhista será mantido. "Cuidar bem dos nossos funcionários e do sindicato é a nossa especialidade."

Reconhecendo os desafios, Hashimoto disse que a Nippon Steel previa obstáculos, incluindo opiniões divergentes, objeções e escrutínio do governo.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes