Ações europeias caem com mineradoras e bancos entre as maiores baixas

Por Shristi Achar A e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As ações europeias recuaram nesta terça-feira, conforme investidores deixaram de assumir riscos e com a alta dos rendimentos dos títulos públicos em toda a Europa, embora o avanço de papéis de peso do setor de saúde tenha ajudado a limitar algumas perdas.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,19%, a 477,26 pontos, estagnando depois de subir quase 0,4% na sessão anterior, com a alta dos rendimentos dos títulos públicos em todo o continente nesta terça-feira. [GVD/EUR]

Os recursos básicos lideraram as quedas setoriais, em baixa de 1,4%, enquanto os bancos perderam 0,8%, interrompendo uma sequência de três dias de ganhos.

Limitando as perdas, os papéis do setor de saúde ampliaram os ganhos pelo segundo dia consecutivo, em alta de 0,7%, oscilando próximo ao maior nível em quase 17 semanas atingido na sessão anterior.

Em relação aos dados, a produção industrial alemã caiu inesperadamente em novembro em relação ao mês anterior, marcando o sexto declínio mensal consecutivo.

Uma leitura separada mostrou que a taxa de desemprego da zona do euro caiu inesperadamente para 6,4% em novembro, contra as expectativas de 6,5%.

"Não acreditamos que um mercado de trabalho ainda apertado impedirá que o crescimento dos salários caia acentuadamente este ano; em outras palavras, uma taxa de desemprego baixa não deve impedir os cortes nos juros pelo Banco Central Europeu", disse Melanie Debono, economista sênior para a Europa da Pantheon Macroeconomics.

Entretanto, uma série de dados econômicos mistos em todo o mundo fez com que os mercados reduzissem suas expectativas de futuros cortes nas taxas de juros, com expectativas de uma pausa na próxima reunião do BCE amplamente incorporadas. [0#ECBWATCH]

Continua após a publicidade

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,13%, a 7.683,96 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,17%, a 16.688,36 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,32%, a 7.426,62 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,53%, a 30.408,78 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,46%, a 10.060,30 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,27%, a 6.461,02 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes