Wall St fecha quase estável após dados de inflação e do mercado de trabalho dos EUA

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - Os índices de ações dos Estados Unidos fecharam perto da estabilidade nesta quinta-feira, conforme dados de inflação mais altos do que o esperado e sinais de força do mercado de trabalho nos EUA diminuíram as esperanças de cortes em breve na taxa de juros pelo Federal Reserve este ano, mas uma queda nos rendimentos dos Treasuries limitou as perdas.

Em uma sessão instável, as ações abriram em alta e o índice de referência S&P 500 ultrapassou brevemente seu recorde de fechamento de 4.796,56 pontos, atingido em janeiro de 2022, antes de devolver ganhos iniciais.

O Departamento do Trabalho dos EUA informou que os preços ao consumidor subiram mais do que o esperado em dezembro, com os norte-americanos pagando mais por moradia e assistência médica. Um relatório separado mostrou que o número de pessoas que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu inesperadamente na semana passada para 202.000.

"Eles estão apenas entendendo o que aconteceu. O que pressionou para cima foi principalmente a moradia", disse Scott Ladner, diretor de investimentos da Horizon Investments. "Ninguém acredita que isso será um problema persistente no futuro."

Os comentários de algumas autoridades do Fed esfriaram as expectativas sobre possíveis cortes na taxa básica. Nesta quinta-feira, a presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, e o presidente do Fed de Richmond, Tom Barkin, disseram que os dados de preços ao consumidor de dezembro fizeram pouco para garantir que a inflação esteja agora em um caminho estável de volta à meta de 2% do banco central, com mais informações necessárias antes de qualquer decisão de começar a reduzir os custos de empréstimos.

O Dow Jones teve variação positiva de 0,04%, para 37.711,02 pontos. O S&P 500 teve variação negativa de 0,07%, para 4.780,24. O índice de tecnologia Nasdaq ficou estável a 14.970,19 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes