Preços ao produtor dos EUA caem inesperadamente em dezembro

WASHINGTON (Reuters) - Os preços ao produtor dos Estados Unidos caíram inesperadamente em dezembro em meio a um declínio no custo dos produtos, enquanto os preços dos serviços permaneceram inalterados, o que é um bom presságio para uma inflação mais baixa nos próximos meses.

O índice de preços ao produtor para a demanda final caiu 0,1% no mês passado, informou o Departamento do Trabalho dos EUA nesta sexta-feira. Os dados de novembro foram revisados para mostrar que o índice caiu 0,1%, em vez de ficar inalterado, conforme informado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam alta de 0,1% dos preços ao produtor. Nos 12 meses até dezembro, o índice aumentou 1,0%, depois de avançar 0,8% em novembro.

Os dados de quinta-feira mostraram que os preços ao consumidor aumentaram mais do que o esperado em dezembro, impulsionados por ganhos sólidos nos custos de moradia e saúde. Os mercados financeiros continuam esperançosos de que o Federal Reserve começará a cortar as taxas de juros em março.

O banco central dos EUA aumentou sua taxa básica em 525 pontos-base para a atual faixa de 5,25% a 5,50% desde março de 2022.

Uma medida mais restrita do índice de preços ao produtor, que exclui os componentes de alimentos, energia e serviços comerciais, subiu 0,2% em dezembro, depois de ganhar 0,1% no mês anterior. Essa medida subiu 2,5% em base anual, depois de aumentar 2,4% em novembro.

(Por Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora