Wall Street sobe após dados de inflação aumentarem esperanças de corte de juros do Fed

Por Johann M Cherian e Ankika Biswas

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiam nesta sexta-feira, uma vez que um relatório de inflação mais suave do que o esperado aumentou as esperanças de um início antecipado dos cortes nas taxas de juros, enquanto os investidores avaliavam um conjunto misto de relatórios de lucros dos principais credores.

O S&P 500 ultrapassou seu recorde de fechamento de 4.796,56 pontos pelo segundo dia consecutivo e agora está a menos de 1% de seu recorde histórico de 4.818,62 pontos. Todos os três principais índices estão a caminho de obter ganhos semanais.

Os dados desta sexta-feira mostraram que os preços ao produtor dos EUA caíram inesperadamente em dezembro, em meio a um declínio no custo de mercadorias, enquanto os preços de serviços permaneceram inalterados.

"Foi um bom relatório, que alivia algumas das preocupações com a inflação", disse Robert Pavlik, gerente sênior de portfólio da Dakota Wealth.

Os dados trouxeram algum alívio após a leitura da inflação ao consumidor de quinta-feira, mais forte do que o esperado.

Após os dados mais recentes, as expectativas dos investidores quanto a um corte de 25 pontos-base na taxa de juros em março subiram de 66,3% para quase 78%, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group.

Enquanto isso, os investidores também avaliavam os relatórios corporativos de bancos para obter uma imagem melhor da saúde da América corporativa.

O Bank of America caía 0,9% depois que seu lucro do quarto trimestre encolheu.

Continua após a publicidade

Wells Fargo superou as expectativas de lucro devido a cortes de custos, mas seu alerta de que a receita líquida de juros em 2024 poderia ser de 7% a 9% menor em relação ao ano anterior fez com que suas ações caíssem 1,5%.

O JPMorgan Chase ganhava 1,4% após divulgar seu melhor lucro anual e prever uma receita de juros maior do que a esperada para 2024.

O Dow Jones Industrial Average subia 0,13%, para 37.759,52 pontos, enquanto o S&P 500 avançava 0,42%, para 4.800,29 pontos. O Nasdaq subia 0,47%, para 15.041,24 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes