Minério de ferro cai com decisão do BC da China desafiando expectativas

PEQUIM (Reuters) - Os preços futuros do minério de ferro caíram pela segunda sessão consecutiva nesta segunda-feira, uma vez que a China, maior consumidora de minério, desafiou as expectativas do mercado e manteve sua taxa de juros de médio prazo, deixando os investidores desapontados.

O contrato de maio do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou as negociações do dia com baixa de 3,17%, a 933 iuanes (130,10 dólares) a tonelada, o menor valor desde 20 de dezembro de 2023.

O minério de ferro de referência para fevereiro na Bolsa de Cingapura caiu 1,38%, a 127,9 dólares a tonelada, atingindo o valor mais baixo desde 5 de dezembro.

O banco central da China deixou a taxa de juros de médio prazo inalterada nesta segunda-feira, desafiando as expectativas do mercado de um corte já que uma moeda mais fraca limitou o escopo do afrouxamento monetário.

"A fraqueza no mercado de minério deve-se, em parte, ao fato de que as incertezas macroeconômicas aumentaram depois que o banco central não cortou a taxa", disse Pei Hao, analista da corretora internacional FIS, com sede em Xangai.

Pei acrescentou que isso também reflete "o sentimento fraco devido à demanda vacilante e um aumento mais rápido do que o esperado no estoque de minério nos portos nesta semana, trazendo mais pressão de baixa para os preços"

A fraqueza contínua permanece apesar de Pequim ter prometido melhor coordenação para financiamento do setor imobiliário.

O Ministério da Habitação e o órgão regulador financeiro da China solicitaram aos governos locais que se coordenassem melhor com as instituições financeiras para fornecer apoio financeiro a projetos imobiliários, à medida que os formuladores de políticas trabalham para reanimar o setor.

Outros ingredientes siderúrgicos na Bolsa de Dalian exibiram ganhos devido a preocupações sobre possíveis interrupções no fornecimento após um acidente em uma mina de carvão na cidade de Pingdingshan, região central da China, que causou a morte de 13 pessoas e deixou outras três desaparecidas.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Amy Lv e Andrew Hayley)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes