Petróleo cai apesar do conflito no Oriente Médio

Por Nia Williams e Natalie Grover

(Reuters) - Os preços do petróleo caíram ligeiramente nesta segunda-feira, uma vez que o impacto limitado do conflito no Oriente Médio sobre a produção de petróleo permitiu uma realização de lucros após os contratos de referência do petróleo terem subido 2% na semana passada.

Os futuros do petróleo Brent caíram 0,14 dólar, ou cerca de 0,2%, a 78,15 dólares o barril. O petróleo West Texas Intermediate (WTI) dos Estados Unidos recuou 0,38 dólar, ou cerca de 0,5%, para 72,30 dólares.

Ambos os contratos de referência caíram mais de 1 dólar por barril no início da sessão, e a atividade comercial foi fraca devido ao feriado do Dia de Martin Luther King Jr. nos EUA.

Vários proprietários de petroleiros evitaram o Mar Vermelho e vários petroleiros mudaram de rumo na sexta-feira, depois que os EUA e a Grã-Bretanha lançaram ataques contra alvos houthi no Iêmen, após os ataques do grupo apoiado pelo Irã a navios em resposta à guerra de Israel contra o Hamas em Gaza.

O conflito também paralisou pelo menos quatro navios-tanque de gás natural liquefeito que viajavam na área.

Até agora não houve perdas no fornecimento de petróleo, mas a interrupção do transporte marítimo está indiretamente apertando o mercado, ao manter 35 milhões de barris no mar devido a viagens mais longas que os transportadores devem fazer para evitar o Mar Vermelho, escreveram analistas do Citi.

(Reportagem de Nia Williams na Colúmbia Britânica, Natalie Grover em Londres e Florence Tan e Emily Chow em Cingapura)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes