As ações da China e de Hong Kong caem com desânimo de investidores

Por Summer Zhen

HONG KONG (Reuters) - As ações da China e de Hong Kong caíram nesta sexta-feira, depois de se recuperarem das mínimas de cinco anos na sessão anterior, uma vez que a falta de estímulo convincente e dados econômicos mantiveram os investidores afastados.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com queda de 0,15%, enquanto o índice de Xangai recuou 0,47%. O índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,54%.

Todos os quatro índices registraram queda pela terceira semana consecutiva, com perdas entre 0,4% e 6,5%.

O capital estrangeiro registrou venda líquida de 22 bilhões de iuanes (3,06 bilhões de dólares) por meio do link de negociação do Stock Connect nesta semana.

A China provavelmente está intensificando seus esforços para resgatar o mercado.

Alguns fundos negociados em bolsa que acompanham os principais índices registraram picos nos volumes de negócios diários nesta semana, em particular na quinta e nesta sexta-feira, sugerindo que os fundos apoiados pelo Estado podem estar dando suporte.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,40%, a 35.963 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,54%, a 15.308 pontos.

Continua após a publicidade

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,47%, a 2.832 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,15%, a 3.269 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,34%, a 2.472 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 2,63%, a 17.681 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,40%, a 3.152 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 1,02%, a 7.421 pontos.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Summer Zhen)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes