China determina que governos locais endividados suspendam projetos de infraestrutura, dizem fontes

(Reuters) - A China instruiu os governos locais altamente endividados a adiar ou interromper alguns projetos de infraestrutura financiados pelo Estado, segundo três pessoas com conhecimento da situação, no momento em que Pequim luta para conter os riscos de endividamento mesmo tentando estimular a economia.

Aumentando seus esforços para administrar 13 trilhões de dólares em dívidas municipais, o Conselho de Estado divulgou, nas últimas semanas, uma diretriz para os governos locais e bancos estatais para adiar ou interromper a construção de projetos com menos da metade do investimento planejado concluído em 12 regiões do país, disseram as fontes.

Pequim tem restringido o endividamento nos últimos meses para diminuir os riscos para a segunda maior economia do mundo e sua estabilidade financeira, ao mesmo tempo em que tenta estimular o crescimento que há muito tempo depende de investimentos em infraestrutura por parte dos governos locais.

A infraestrutura visada na última diretriz, que não foi relatada anteriormente, inclui vias expressas, reconstrução e expansão de aeroportos e projetos de trens urbanos, disse uma fonte.

Alguns projetos, como os aprovados pelo governo central ou para moradias acessíveis, estão isentos, disseram duas fontes.

As fontes pediram para não serem identificadas, pois a diretriz é confidencial.

O Escritório de Informações do Conselho de Estado, que lida com as consultas da mídia para o conselho, o gabinete da China, não respondeu a um pedido de comentário.

A Reuters informou em outubro que o conselho havia restringido a capacidade dos governos locais nas 12 regiões de contrair dívidas e limitou os projetos financiados pelo Estado que eles poderiam lançar.

Em seguida, ordenou que os governos locais interrompessem projetos "problemáticos" de parceria público-privada e impôs outros limites aos investimentos, informou a Reuters em novembro.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes