Operadores apostam que Fed não iniciará cortes nos juros até maio

(Reuters) - O Federal Reserve não começará a cortar a taxa básica de juros até maio, apostaram nesta sexta-feira os operadores de contratos futuros vinculados à taxa de referência do Fed, conforme a última leitura sobre a confiança do consumidor norte-americano sugeriu um aumento do otimismo e pareceu argumentar contra a necessidade de qualquer corte anterior nos custos de empréstimos.

Os operadores vinham apostando no início dos cortes dos juros do Fed em março desde o final do ano passado, depois que os próprios formuladores de política monetária do Fed sinalizaram que provavelmente reduziriam a taxa de juros em 2024, e os dados econômicos mostraram que a inflação continua a cair, enquanto o mercado de trabalho desacelera, mas permanece longe de um colapso.

Depois que uma medida amplamente observada da confiança do consumidor norte-americano subiu nesta sexta-feira para o seu nível mais alto em dois anos e meio, os investidores precificaram apenas cerca de 49% de chance de um corte na taxa básica de março, abaixo dos 55% de mais cedo e dos 77% da semana passada. A probabilidade de um corte nos custos de empréstimos até maio, com base na precificação de futuros de juros, ficou em mais de 80%.