EXCLUSIVO-Bancos estatais chineses apoiam iuan em meio a queda nas ações, dizem fontes

XANGAI/BEIJING (Reuters) - Os principais bancos estatais da China agiram para apoiar o iuan nesta segunda-feira, reduzindo a liquidez no mercado de câmbio offshore, enquanto vendiam ativamente dólares norte-americanos onshore à medida que as ações caíam, disseram quatro fontes com conhecimento do assunto.

O objetivo é evitar que o iuan caía muito rápido com a queda das ações da China, disse uma das pessoas, com o índice de referência Shanghai Composite registrando sua maior queda em um dia desde abril de 2022 nesta segunda-feira, com queda de 2,7%.

"É um sinal claro de política para estabilizar o iuan e combater o sentimento negativo do mercado acionário", disse Gary Ng, economista sênior da Natixis para a Ásia-Pacífico.

Os fundos estrangeiros venderam cerca de 1,6 bilhão de dólares em ações chinesas até agora neste ano, com a confiança dos investidores abalada por sinais de desaceleração na segunda maior economia do mundo.

A medida dos bancos estatais efetivamente restringiu a liquidez do iuan offshore e aumentou o custo da venda a descoberto da moeda.

Enquanto isso, os bancos estatais também estavam vendendo dólares no mercado de câmbio à vista onshore para evitar quedas rápidas do iuan, disseram três fontes.

A venda de dólares à vista tornou-se agressiva para defender o nível de 7,2 iuanes por dólar, disse uma das fontes.

Todas as fontes falaram sob condição de anonimato, pois não estão autorizadas a discutir publicamente as condições do mercado.

Os bancos estatais geralmente atuam em nome do banco central da China no mercado de câmbio, mas também podem negociar em seu próprio nome ou executar ordens de clientes.

Continua após a publicidade

O iuan onshore foi negociado pela última vez a 7,1963 por dólar, com uma queda de quase 1,4% até o momento este ano, enquanto seu equivalente offshore foi negociado pela última vez a 7,2047.

(Reportagem das Redações em Xangai em Pequim)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes