Petróleo sobe 2% com paralisações na oferta na Rússia e nos EUA

Por Erwin Seba

HOUSTON (Reuters) - Os preços do petróleo subiram cerca de 2% nesta segunda-feira devido às preocupações com o fornecimento global de energia após um ataque de drone ucraniano a um terminal de combustível da russa Novatek e o frio extremo que continuou a prejudicar a produção de petróleo nos Estados Unidos.

O contrato março do petróleo Brent fechou a 80,06 dólares por barril, alta de 1,50 dólar, ou 1,9%.

O contrato fevereiro do West Texas Intermediate (WTI) dos EUA fechou a 75,19 dólares, um aumento de 1,78 dólar, ou 2,4%, quando o contrato expirou. O contrato março do WTI mais ativo subiu 1,36 dólar para 74,61 dólares.

"Finalmente há preocupações no mercado sobre interrupções genuínas no fornecimento", disse John Kilduff, sócio da Again Capital LLC, citando o ataque de drones que paralisou partes do terminal Novatek.

O frio intenso nos EUA está limitando a produção de petróleo na Dakota do Norte, além de prejudicar a produção em outros Estados, disse Phil Flynn, analista do Price Future Group.

Mais de 20% da produção no terceiro maior Estado produtor de petróleo permaneceu paralisada nesta segunda-feira, depois de ter sido reduzida pela metade na semana passada devido ao frio extremo e aos desafios operacionais, segundo informações oficiais na Dakota do Norte.

(Reportagem de Erwin Seba; reportagem adicional de Natalie Grover, Noah Browning, Mohi Narayan e Florence Tan)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes