Tesouro Nacional capta US$4,5 bi em novos títulos em dólares de 10 e 30 anos

Por Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - O Tesouro Nacional informou nesta segunda-feira que captou 4,5 bilhões de dólares em sua primeira emissão de títulos em dólares no mercado internacional neste ano, com a venda de títulos com vencimentos em 2034 e 2054.

O valor representa a maior captação de dívida externa do país desde 2005. Segundo o Tesouro, o objetivo da operação é "promover a liquidez da curva de juros soberana em dólar no mercado externo, provendo referência para o setor corporativo".

O Tesouro disse em uma nota que levantou 2,25 bilhões de dólares com cada uma das vendas de títulos. O título de 10 anos teve um rendimento de 6,35% e o título de 30 anos teve um retorno de 7,15%, valores em linha com informações noticiadas mais cedo pela Reuters.

A demanda atingiu quase 7 bilhões de dólares para o título de 10 anos e passou de 7 bilhões de dólares para o título de 30 anos, disse uma fonte com conhecimento das transações.

A operação foi liderada pelos bancos Citigroup, Scotiabank e UBS Investment Bank, de acordo com o Tesouro.

O lançamento do Tesouro desta segunda-feira segue a captação bem-sucedida de 2 bilhões de dólares em novembro por meio da emissão inaugural de títulos "verdes", com o objetivo de direcionar fundos para a ambiciosa agenda de sustentabilidade do governo.

Antes disso, a última emissão tradicional de dívida externa do país ocorreu em abril de 2023, quando o Tesouro levantou 2,25 bilhões em uma oferta de títulos soberanos de 10 anos.

(Reportagem adicional de Bernardo Caram)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes