Confiança do consumidor no Brasil cai em janeiro para menor nível desde maio, diz FGV

Por Patricia Vilas Boas

SÃO PAULO (Reuters) - A satisfação dos consumidores brasileiros em relação à situação atual piorou em janeiro e a confiança caiu para o nível mais baixo desde maio do ano passado, mostraram dados da Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgados nesta quinta-feira.

    O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da FGV teve queda 2,4 pontos em janeiro, para 90,8 pontos, seu menor patamar desde maio de 2023 (89,5 pontos).

    "O resultado é motivado pela piora das perspectivas sobre a situação atual e das expectativas para os próximos meses, assim como disseminada entre as faixas de renda, com exceção da confiança dos consumidores de renda mais alta que subiu no mês", explicou em nota a economista do FGV Ibre, Anna Carolina Gouveia.

"Apesar do controle da inflação e da resiliência do mercado de trabalho, os juros e o endividamento elevados continuam a exercer pressão sobre a situação financeira e o consumo das famílias, contribuindo para a manutenção do indicador em patamar pessimista-moderado", completou.

    Os dados da FGV mostraram que o Índice de Situação Atual (ISA) caiu 2,7 pontos, para 77,6 pontos, seu segundo mês consecutivo de queda, enquanto o Índice de Expectativas (IE) recuou 2,3 pontos, alcançando 100,2 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes