Brasil prioriza simplificação do acesso a fundos verdes na presidência do G20

BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil considera que facilitar o acesso aos principais fundos verdes é uma ação crítica e uma prioridade máxima para o país durante sua presidência do G20 este ano, disse uma autoridade do Ministério da Fazenda nesta terça-feira.

Durante uma coletiva de imprensa, Ivan Oliveira, coordenador do Grupo de Trabalho de Finanças Sustentáveis do G20 Finance Track, mencionou que a padronização de modelos para propostas de projetos que buscam fundos é um caminho a ser considerado, dado o atual processo burocrático e muitas vezes demorado de acesso a esses fundos.

Ele enfatizou que o Fundo Global para o Meio Ambiente, o Fundo Verde para o Clima, o Fundo de Adaptação e os Fundos de Investimento Climático atualmente detêm 10 bilhões de dólares não utilizados, que devem aumentar para 25 bilhões de dólares devido a uma nova rodada de financiamento de 15 bilhões para o Fundo Verde para o Clima.