Bolsas

Câmbio

Paraguai rechaça apoio a uso de cláusula democrática contra o Brasil

A chanceleria do Paraguai divulgou uma nota nesta quarta-feira em que reforça, na prática, a disposição de bloquear discussões sobre o acionamento da cláusula democrática dos blocos regionais - Mercosul e Unasul - contra a destituição da presidente Dilma Rousseff.

O ministro paraguaio das Relações Exteriores, Eladio Loizaga, afirma que seu governo "acompanha a observância dos princípios democráticos" e "respeita o princípio de não intervenção nos assuntos internos de outros países". Ele deixou claro que tratava especificamente do processo de impeachment de Dilma no Brasil.

"Esse é um tema que compete exclusivamente ao povo brasileiro. Eles têm uma democracia muito consolidada e nós não vamos opinar sobre isso", afirmou Loizaga. Para o acionamento da cláusula e a suspensão temporária dos blocos, é preciso obter aprovação unânime dos países-membros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos