Bolsas

Câmbio

Janot depõe hoje à PF sobre relação de Marcello Miller com JBS

O depoimento do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot à Polícia Federal foi confirmado para esta segunda-feira (15). Janot falará como testemunha no inquérito que investiga as afirmações de Joesley Batista e Ricardo Saud sobre supostos crimes envolvendo ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).


Janot foi convocado para depor na sexta-feira (12), às 15 horas, na sede da PF, em Brasília. Alegou, no entanto, que não poderia comparecer e lembrou que integrantes do Ministério Público Federal (MPF) têm a prerrogativa de indicar dia e hora dos depoimentos para os quais são chamados.


O inquérito sobre as afirmações dos delatores da JBS foi instaurado em setembro do ano passado a pedido da ministra Cármen Lúcia, presidente do STF. Um arquivo de áudio entregue pela empresa à PGR revelou a participação do ex-procurador Marcello Miller nas negociações do acordo de delação da JBS.


Miller, que chegou a trabalhar na força-tarefa da Lava-Jato na PGR, era próximo de Janot e, antes de deixar a carreira de procurador, já dava orientações aos delatores da JBS. Descoberta a ação coordenada, Janot pediu a prisão de Joesley, Saud e Miller, mas o STF só prendeu os dois primeiros.


Ainda assim, Janot foi acusado por políticos de conhecer desde sempre as movimentações de Miller, o que ele nega.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos