Bolsas

Câmbio

Taxas de aeroportos administrados pela Infraero são reajustadas

Os tetos das tarifas aeroportuárias dos aeroportos públicos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) foram reajustados pela Portaria nº 83/SRA, de 10 de janeiro de 2018, informou nesta terça-feira a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).


Os tetos das tarifas de embarque e conexão de passageiros e de pouso e permanência de aeronaves foram reajustados em 4,5833%.Os valores máximos das tarifas de armazenagem e capatazia de cargas tiveram alta de 2,9474%.


Com os reajustes, a tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passará de R$ 29,90 para R$ 31,27, e a de embarque internacional, por sua vez, passará de R$ 115,64 para R$ 118,06.Esses valores já incluem o Adicional do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac), de US$ 18,00, que atualmente corresponde a R$ 62,70.


Segundo a Anac, as novas tarifas poderão ser praticadas somente 30 dias após a divulgação pelo operador aeroportuário.


O reajuste foi aplicado considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2016 e dezembro de 2017, medida pela variação do IPCA - Índice de Preços ao Consumidor Amplo do IBGE observada no período - e o fator de compartilhamento de variações esperadas de produtividade (Fator X), no caso das tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência, segundo a Anac.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos