ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ibovespa acentua perdas com exterior e volta aos 81 mil pontos

08/02/2018 16h09

O Ibovespa acentuou nesta tarde as perdas e renovou a mínima intradia abaixo dos 82 mil pontos, mais uma vez seguindo o exterior, que também intensifica baixas nesta tarde. O movimento negativo do petróleo e os rendimentos dos Treasuries em alta colaboram para a piora nos negócios nas bolsas americanas, que chegaram a cair mais de 1% nesta tarde.


Às 15h05, o Ibovespa cedia 0,98%, aos 81.954 pontos, depois de ter atingido os 81.855 pontos na mínima do dia até agora.


O petróleo renova mínimas do dia e faz com que o desempenho seja especialmente negativo para as "blue chips" da bolsa, caso da Petrobras, cujas PNs caem 1,18% e as ONs recuam 1,43%. As ações dos bancos também têm um dia de perdas, com Bradesco ON (-0,83%) e Bradesco PN (-0,76%) nos destaques. O Itaú Unibanco oscila perto da estabilidade e sobe no momento 0,04%.


Segundo Fábio Carvalho, head de equities da CM Capital Markets, os investidores ainda não apostam numa tendência de baixa do Ibovespa, e sim em movimentos de correções estimulados pelo exterior e sem elementos na frente doméstica que deem força ao índice.


É justamente essa aposta ainda otimista que acentua as chances de baixas por elevar o ajuste de posição dos investidores e os riscos de "stop loss", ou seja, ordens para interromper perdas nas posições abertas. "A expectativa ainda positiva com bolsa estimula ainda mais a realização de lucros para entrada futura, com preços mais baixos", explica.


A visão dos analistas é de que a correção que foi deflagrada pelos dados do mercado de trabalho americano na sexta-feira passada pode durar ainda alguns dias. "Ninguém sabe até onde vai essa correção", afirma o gestor de um fundo de São Paulo. "Por isso não precisa ter pressa para comprar."

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia