Ao VivoDireto da Bolsa

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Análise: Mercado aprova primeiro mês de Temer, com ressalvas

O governo Michel Temer já conseguiu um feito em seus primeiros 30 dias: reverter a tendência de piora das expectativas para a economia, principalmente para 2017. O presidente interino ganhou pontos junto ao mercado com nomes estrelados para a equipe econômica e ao vencer com folga votações no Congresso. Por ora, o investidor tem reagido mais à expectativa de aprovação das reformas do que às reformas propriamente ditas, que ainda não começaram a ser aprovadas, diz Mauricio Molan, economista do Banco Santander. Os empresários querem "algo concreto" para ampliar a aposta na retomada do crescimento, diz o economista. Deixe sua opinião (Com Bloomberg) Leia Mais

Bovespa fecha em alta de 0,48%, após duas quedas; Vale e bancos sobem

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, abriu o dia em queda, mas inverteu o movimento no final da manhã e fechou esta segunda-feira (13) em alta de 0,48%, a 49.660,79 pontos. A Bolsa havia fechado em baixa nas últimas duas sessões. Na semana passada, a Bovespa acumulou perda de 2,37%. Em um mês de governo do presidente interino, Michel Temer, a Bolsa caiu 6,33% (de 52.764,46 pontos em 11 de maio para 49.422,16 pontos na sexta-feira). Temer tomou posse em 12 de maio e a sessão de sexta foi a última antes de o governo interino completar um mês, no domingo. A alta desta segunda-feira foi puxada, principalmente, pelo desempenho positivo das ações de Vale, Banco do Brasil, Bradesco e Itaú Unibanco. As quatro empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Dólar sobe 1,62%, maior alta em três semanas, e fecha a R$ 3,487

dólar comercial fechou esta segunda-feira (13) com alta de 1,62%, a R$ 3,487 na venda. É o terceiro avanço seguido da moeda norte-americana, que havia subido 0,81% na sexta-feira (10). É também a maior alta percentual diária desde 23 de maio, quando o dólar havia subido 1,82%. No primeiro mês de governo do presidente interino, Michel Temer, o dólar caiu 0,42% (de R$ 3,446 em 11 de maio para R$ 3,431 na sexta-feira). Temer tomou posse em 12 de maio e a sessão de sexta foi a última antes de o governo interino completar um mês, no domingo. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Primeiro sinal de otimismo na Bolsa dos EUA desde 2009

Estão aumentando as evidências de que o otimismo está voltando ao mercado acionário dos EUA. O entusiasmo se explica pelo avanço dos preços das ações em relação aos preços de longo prazo. Esta métrica avisa que é hora de comprar pela primeira vez desde 2009, ano de início de um ciclo que levou o S&P 500 a triplicar até meados de 2015 (desde então o índice pouco se mexeu). Deixe sua opinião (Com Bloomberg) Leia Mais

Dólar sobe 1,5%, vendido perto de R$ 3,48; Bolsa opera em alta

O dólar comercial e a Bovespa operavam em alta nesta segunda-feira (13). Por volta das 16h15, a moeda norte-americana subia 1,45%, a R$ 3,481 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha leve alta de 0,16%, a 49.498,97 pontos. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. No Brasil, investidores analisavam o discurso da equipe econômica durante cerimônia de transição do cargo de presidente do Banco Central, na qual Alexandre Tombini passa o comando da instituição para Ilan Goldfajn. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Nokia faz acordo de 1,36 bi de euros com China Mobile

A Nokia informou nesta segunda-feira (13) que assinou um acordo de 1,36 bilhão de euros com prazo de um ano com a China Mobile, aliviando temores de perda de mercado ao fundir suas operações com a Alcatel-Lucent. As vendas de equipamentos de rede da Nokia caíram mais que o esperado no primeiro trimestre como clientes se afastando durante o processo de integração da Alcatel. A China Mobile é a maior cliente da Nokia na China. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Inflação baixa é pré-requisito para crescimento do país, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta segunda-feira (13) que a política fiscal ajudará no combate da inflação, mas que o programa fiscal precisa ser aprovado pelo Congresso. Segundo ele, "inflação baixa é pré-requisito para o crescimento sustentável do país. De acordo com o ministro, a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que limita o crescimento do gasto público será enviada ao Congresso "possivelmente" na quarta-feira (15). "Nos últimos anos vivemos a ilusão de era possível gastar mais, transferindo a conta para o futuro". Esse futuro está chegando", disse. As declarações foram dadas durante cerimônia de transição do cargo de presidente do Banco Central, na qual Alexandre Tombini passa o comando da instituição para Ilan Goldfajn. Deixe sua opinião Leia Mais

Dólar avança 1,5%, vendido perto de R$ 3,48; Bovespa opera em alta

O dólar comercial e a Bovespa operavam em alta nesta segunda-feira (13). Por volta das 15h15, a moeda norte-americana subia 1,45%, a R$ 3,481 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha leve alta de 0,13%, a 49.487,97 pontos. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Bolsas da Europa fecham em queda; Itália perde 2,9%

As Bolsas europeias atingiram nesta segunda-feira (13) o menor nível em mais de três meses, influenciadas pela agitação nos mercados diante da possibilidade de o Reino Unido sair da União Europeia. O índice FTSEurofirst 300 fechou com queda de 1,87%, a 1.284 pontos, após atingir o menor nível desde o final de fevereiro e ampliar a queda de 2,3% da sessão anterior. Veja as oscilações:

  • Itália: -2,91%
  • Portugal: -2,84%
  • Espanha: -2,20%
  • França: -1,85%
  • Alemanha: -1,80%
  • Inglaterra: -1,16% Deixe sua opinião (Com Reuters)
Leia Mais

Dólar sobe mais de 1% e encosta em R$ 3,48; Bolsa opera estável

O dólar comercial subia e a Bovespa operava quase estável nesta segunda-feira (13). Por volta das 14h15, a moeda norte-americana subia 1,29%, a R$ 3,475 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha leve alta de 0,05%, a 49.448,9 pontos. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Itaú BBA está perto de vender corretora no México

Menos de dois anos após expandir suas operações no México, o Banco Itaú BBA fechou acordo para vender sua corretora no país e, em meio à queda nas vendas de ações, se concentrará em países da América Latina onde sua presença é maior. A unidade de banco de investimento do maior banco da região em valor de mercado está transferindo licença de corretora, escritório, hardware, software e equipe de 23 pessoas para uma empresa local, segundo Alberto Mulas, presidente da unidade mexicana baseado em São Paulo. Deixe sua opinião (Com Bloomberg) Leia Mais

Dólar sobe quase 1%, vendido perto de R$ 3,46; Bolsa opera estável

O dólar comercial subia e a Bovespa operava quase estável nesta segunda-feira (13). Por volta das 12h45, a moeda norte-americana subia 0,93%, a R$ 3,463 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, tinha leve alta de 0,08%, a 49.463,63 pontos. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Fitch alerta para possível rebaixamento após Japão adiar alta de imposto

A agência de classificação de risco Fitch Ratings alertou nesta segunda-feira (13) que pode rebaixar a nota soberana do Japão depois que o primeiro ministro, Shinzo Abe, adiou em dois anos e meio a alta do imposto sobre vendas por preocupações de que a economia não tenha afastado a deflação. O baixo crescimento do Japão também é uma fraqueza para a nota de crédito porque as tentativas de Abe de impulsionar a economia não elevaram o crescimento potencial, disse a Fitch em comunicado. Deixe sua opinião (Com Reuters) Leia Mais

Empresas voltam ao mercado oferecendo taxas gordas ao investidor

Empresas e bancos de médio porte estão desengavetando projetos e decidiram captar recursos no mercado de capitais. E para isso oferecem taxas elevadas para competir com os juros do governo. Para o pequeno investidor, é uma oportunidade de aplicar o dinheiro por médio e longo prazos com taxas superiores às do Tesouro Direto. Deixe sua opinião (Com Folha de S.Paulo) Leia Mais

Dólar avança, vendido perto de R$ 3,45; Bolsa passa a operar em alta

O dólar comercial operava em alta e a Bovespa passava a subir nesta segunda-feira (13). Por volta das 12h05, a moeda norte-americana subia 0,6%, a R$ 3,451 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,43%, a 49.636,03 pontos. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Symantec, do antivírus Norton, comprará rival Blue Coat por US$ 4,7 bi

A empresa de tecnologia de segurança Symantec anunciou a compra da rival Blue Coat por US$ 4,65 bilhões. A Symantec, que produz o software antivírus Norton, passou por uma transformação ao longo do ano passado. A empresa vendeu a unidade de armazenamento de dados, Veritas, por US$ 7,4 bilhões para um grupo liderado pela Carlyle e conseguiu caixa necessário para recuperar seus principais negócios de software de segurança. Deixe sua opinião (Com ReutersLeia Mais

Prumo Logística obtém financiamento de até US$ 350 mi com agência dos EUA

 A Prumo Logística (PRML3) informou nesta segunda-feira (13) que obteve financiamento de até US$ 350 milhões com a Overseas Private Investment Corporation (OPIC), agência financeira norte-americana de desenvolvimento, para uma subsidiária da empresa que administra o Porto do Açu, no Rio de Janeiro. Segundo a empresa, a linha de crédito equilibrará a estrutura de capital e permitirá o desenvolvimento do programa de investimentos do terminal de transbordo de petróleo, principalmente relacionado às obras de dragagem para aprofundar o canal de acesso do terminal. Deixe sua opinião (Com ReutersLeia Mais

Dólar avança, vendido perto de R$ 3,46; Bovespa opera em queda

O dólar comercial subia e a Bovespa operava em queda nesta segunda-feira (13). Por volta das 11h05, a moeda norte-americana subia 0,72%, a R$ 3,456 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 0,18%, a 49.332,66 pontos. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Bancos estudam acabar com rotativo do cartão de crédito

A Abecs (associação das empresas de cartões) deve apresentar nos próximos meses uma proposta para diminuir gradativamente o uso do rotativo do cartão de crédito e até extingui-lo. A linha é utilizada quando o cliente não paga o total da fatura mensal. A avaliação é que a modalidade traz mais perdas do que ganhos para as empresas. Além de despesas e prejuízos com a inadimplência, o produto prejudica a imagem dos bancos e o relacionamento com o cliente. Deixe sua opinião (Com Folha de S.Paulo) Leia Mais

Robin Bienenstock renuncia ao Conselho da Oi

A empresa de telecomunicações Oi (OIBR4) informou a renúncia da especialista em telecomunicações Robin Bienenstock como membro do Conselho de Administração da companhia. O suplente Marcos Grodetzky passa a ser conselheiro titular. Robin foi indicada ao Conselho de Administração pela Andrade Gutierrez, em 2014, com a promessa de fortalecer o modelo de governança da CorpCo, empresa que resultaria da combinação entre Oi e Portugal Telecom. Deixe sua opinião (Com Valor) Leia Mais

Dólar passa a subir, vendido perto de R$ 3,45; Bolsa opera em queda

O dólar comercial passava a subir e a Bovespa operava em queda nesta segunda-feira (13). Por volta das 10h05, a moeda norte-americana subia 0,59%, a R$ 3,451 na venda, e o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, caía 0,66%, a 49.097,83 pontos. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. No Brasil, o Banco Central não anunciou qualquer intervenção no mercado de câmbio para esta sessão, mantendo-se ausente pela nona sessão seguida. Deixe sua opinião (Com Reuters)

Microsoft anuncia compra do LinkedIn por US$ 26,2 bilhões

A gigante de tecnologia Microsoft anunciou nesta segunda-feira (13) acordo para comprar a rede social LinkedIn por US$ 26,2 bilhões, ou US$ 196 por ação da empresa. Pelos termos do acordo anunciado, o LinkedIn vai manter a marca, cultura e independência, segundo comunicado divulgado. Jeff Weiner continuará no cargo de presidente-executivo da rede social e se reportará a Satya Nadella, presidente da Microsoft. Deixe sua opinião (Com Folha de S.Paulo) Leia Mais

Analistas sobem projeção do PIB e pioram estimativas para juros e inflação

Economistas consultados pelo Banco Central melhoraram a estimativa para o PIB (Produto Interno Bruto) no final de 2016, mas subiram as projeções de juros e inflação.Veja as estimativas para 2016 do Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (13) pelo BC:

  • PIB (Produto Interno Bruto): melhorou de -3,71 para -3,60%;
  • Inflação: subiu de 7,12% para 7,19%;
  • Taxa básica de juros (Selic): subiu de 12,88% para 13%;
  • Dólar: caiu de R$ 3,68 para R$ 3,65.
Leia Mais

Comente as notícias no Direto da Bolsa

O Direto da Bolsa tem espaço para comentários. Deixe sua opinião sobre as principais notícias do dia sobre ações, câmbio e mercado financeiro no Brasil e no mundo. 

Dólar opera em queda, vendido perto de R$ 3,42; acompanhe

O dólar comercial operava em queda nesta segunda-feira (13). Por volta das 9h, a moeda norte-americana caía 0,43%, a R$ 3,416 na venda. O dólar havia encerrado a semana passada com queda de 2,66%. Nos mercados internacionais, o clima era de cautela antes da reunião desta semana do Federal Reserve, banco central norte-americano, e diante de preocupações com a possibilidade do Reino Unido deixar a União Europeia. No Brasil, o Banco Central não anunciou qualquer intervenção no mercado de câmbio para esta sessão, mantendo-se ausente pela nona sessão seguida. 

Produção mundial de petróleo cai em 730 mil barris em maio, diz Opep

A produção mundial de petróleo caiu em 730 mil barris diários em maio, em relação ao mês anterior, por diversos cortes de fornecimento, o que impulsionou o preço do barril nas últimas semanas até seu nível mais alto em quase um ano, afirmou nesta segunda-feira (13) a Opep. Segundo os analistas da Opep, os incêndios florestais no Canadá deixaram fora do mercado 700 mil barris diários durante parte do mês passado, enquanto a produção na Nigéria caiu a níveis inéditos devido à atividade de grupos armados e problemas técnicos. (Com EFE) Leia Mais

Bolsas asiáticas fecham em queda; Japão e China caem mais de 3%

As Bolsas asiáticas fecharam em queda nesta segunda-feira (13), influenciadas por dados fracos de investimento na China. O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, chegou a registrar a maior queda em mais de quatro meses, com a expectativa de reuniões dos bancos centrais dos Estados Unidos e do Japão. O indicador caía 1,6%, às 7h37. Veja as variações:

  • Japão: -3,51%
  • China: -3,23%
  • Hong Kong: -2,52%
  • Taiwan: -2,06%
  • Coreia do Sul: -1,91%
  • Cingapura: -1,33%
  • Austrália: não operou. (Com Reuters)
Leia Mais

Conversor de moedas

Resultado:

Cursos Online
UOL Cursos Online

Câmbio

Dólar comercial - 03/11/2020 17h00
Compra Venda Variação
Dólar com. 5,7600 5,7609 +0,39%
Dólar tur. 5,7200 6,0700 +0,17%
Euro 6,7287 6,7303 +0,67%
Libra 7,4871 7,4888 +0,92%
Pesos arg. 0,0728 0,0729 -0,14%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 03/11/2020 18h55 - 96.318,76
Variação
Brasil | Bovespa +2,52%
EUA | Nasdaq +2.56%
França | CAC 40 +2.44%
Japão | Nikkei +1.82%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações em destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 37,530 0,0%
Ouro US$ 1907,550 +0,62%
Prata US$ 24,170 +0,42%
Platina US$ 875,555 +1,02%
Paládio US$ 2302,003 +3,28%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA jul.18 +0,33%
IPC-Fipe jul.18 +0,23%
IGP-M jul.18 +0,51%
INPC jul.18 +0,25%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 954,00 2018
Global 40 +112,32% 17.Mar.2020
TR 0,0% 17.Mar.2020
CDI +1,9% 03.Nov.2020
SELIC +6,5% 01.ago.2018
IPCA +0,33% jul.18

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos