Bolsas

Câmbio

Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Brasileiro deve ficar mais quatro anos na direção da OMC

O brasileiro Roberto Azevêdo deverá ocupar o cargo de diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) por mais quatro anos. Azevêdo foi o único que se apresentou ao cargo, num reconhecimento de países ricos e emergentes do trabalho realizado pelo embaixador brasileiro. Se o processo estava marcado para durar até maio, governos optaram por antecipar a escolha e, já na segunda-feira, podem bater o martelo para garantir um segundo mandato ao brasileiro. (Com A Tarde) Leia Mais

Bovespa cai pelo 3º dia, perde 1,6% na semana, mas fecha mês com alta de 3%

Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta sexta-feira (24) em queda de 1,18%, a 66.662,1 pontos. Foi a terceira baixa seguida da Bovespa, que havia caído 1,64% na véspera.  Com isso, a Bolsa termina a semana com desvalorização acumulada de 1,6%. No entanto, o índice fechou fevereiro com ganho de 3,08%, o segundo mês seguido de alta. As ações da Petrobras (PETR3PETR4) caíram mais de 3%. Os papéis da mineradora Vale (VALE3VALE5), Itaú Unibanco (ITUB4), Banco do Brasil (BBAS3) e Bradesco (BBDC4) também fecharam em queda. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar sobe no dia e na semana, para R$ 3,113, mas cai pelo 3º mês seguido

dólar comercial fechou esta sexta-feira (24) em alta de 1,86%, cotado a R$ 3,113 na venda, após ter atingido na véspera o menor valor desde 21 de maio de 2015. É a maior alta percentual diária desde 1º de dezembro de 2016, quando o dólar subiu 2,4%. Com isso, o dólar termina a semana com alta acumulada de 0,66%. No entanto, a moeda fecha fevereiro com desvalorização de 1,2%, no terceiro mês seguido de queda. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar avança mais de 1,5%, perto de R$ 3,11; Bovespa opera em queda

A Bolsa operava em queda, e o dólar comercial subia mais de 1% nesta sexta-feira (24), após ter fechado no menor valor em quase dois anos na véspera. Por volta das 16h10, a moeda norte-americana se valorizava 11,78%, a R$ 3,111 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 0,77%, a 66.943,42 pontos. Investidores compravam dólares para se proteger de possíveis variações da moeda durante as festas de Carnaval, quando os mercados estarão fechados no Brasil. Também estava no radar a assinatura de um decreto para reduzir regulamentações federais nos Estados Unidos. (Com Reuters)

Dólar avança mais de 1%, acima de R$ 3,10; Bovespa opera em queda

A Bolsa operava em queda, e o dólar comercial subia mais de 1% nesta sexta-feira (24), após ter caído 0,46% na véspera e fechado a R$ 3,057, o menor valor em quase dois anos. Por volta das 15h, a moeda norte-americana se valorizava 1,5%, a R$ 3,104 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 1,04%, a 3,1036 pontos. Investidores compravam dólares para se proteger de possíveis variações da moeda durante as festas de Carnaval, quando os mercados estarão fechados no Brasil. Também estava no radar o discurso que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve fazer ainda nesta sexta-feira. (Com Reuters)

Bolsas da Europa fecham em queda, puxadas por bancos e mineradoras

As principais Bolsas da Europa fecharam em queda nesta sexta-feira (24), puxadas por ações de mineradoras, após queda na cotação internacional do minério de ferro, e de bancos, sobretudo os britânicos Standard Chartered e Royal Bank of Scotland. Veja as variações dos mercados da região:

  • Inglaterra: -0,38%
  • Alemanha: -1,2%
  • França: -0,94%
  • Itália: -1,18%
  • Espanha: -0,42%
  • Portugal: -0,32%. (Com Reuters)

Dólar avança quase 2%, perto de R$ 3,12; Bovespa opera em queda

A Bolsa operava em queda, e o dólar comercial subia quase 2% nesta sexta-feira (24), após ter caído 0,46% na véspera e fechado a R$ 3,057, o menor valor em quase dois anos. Por volta das 14h10, a moeda norte-americana tinha alta de 1,91%, a R$ 3,115 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 0,44%, a 67.162,28 pontos. Investidores compravam dólares para se proteger de possíveis variações da moeda durante as festas de Carnaval, quando os mercados estarão fechados no Brasil. Também estava no radar o discurso que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve fazer ainda nesta sexta-feira. (Com Reuters)

Rombo na Previdência da União e dos Estados chegou a R$ 316,5 bi em 2016

O rombo das contas da Previdência da União e dos Estados atingiu R$ 316,5 bilhões em 2016, um crescimento de 44,4% em relação a 2015. O resultado previdenciário global só não foi pior porque os municípios apresentaram saldo positivo de R$ 11,1 bilhões, o que reduziu o rombo geral para R$ 305,4 bilhões. Os dados englobam o INSS e a Previdência dos servidores públicos. O crescimento é explicado tanto pelo envelhecimento da população, que aumenta o número de aposentados, quanto por uma questão conjuntural: a crise econômica elevou o desemprego e, por consequência, reduziu o número de pessoas contribuindo para a Previdência. (Com A Tarde) Leia Mais

Dólar avança mais de 1%, perto de R$ 3,10; Bovespa opera em queda

dólar comercial subia e a Bolsa operava em queda nesta sexta-feira (24). Por volta das 13h10, a moeda norte-americana tinha alta de 1,45%, a R$ 3,101 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 0,58%, a 67.073,44 pontos. Investidores compravam dólares para se proteger de possíveis variações da moeda durante as festas de Carnaval, quando os mercados estarão fechados no Brasil. Também estava no radar o discurso que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve fazer ainda nesta sexta-feira. (Com Reuters)

China nomeia novos ministros e chefe de planejamento econômico

A China nomeou hoje novos ministros de Comércio e de Justiça e também o novo chefe da principal agência de planejamento econômico do país, segundo a agência de notícias estatal Xinhua. Zhong Shan será o novo ministro de Comércio, no lugar de Gao Hucheng, informou a Xinhua, citando decisão da comissão permanente do Congresso Nacional do Povo. (Com A Tarde) Leia Mais

Dólar sobe 1,5%, vendido perto de R$ 3,10; Bovespa opera em queda

dólar comercial subia 1,5% e a Bolsa operava em queda nesta sexta-feira (24). Por volta das 12h10, a moeda norte-americana tinha alta de 1,48%, a R$ 3,102 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 0,71%, a 66.982,67 pontos. Investidores compravam dólares para se proteger de possíveis variações da moeda durante as festas de Carnaval, quando os mercados estarão fechados no Brasil. Também estava no radar o discurso que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve fazer ainda nesta sexta-feira. (Com Reuters)

Queda do dólar faz BC fechar 2016 com o primeiro prejuízo em oito anos

Depois de registrar lucro recorde em 2015, o Banco Central (BC) fechou 2016 com o primeiro prejuízo desde o início da nova metodologia, há oito anos. O banco encerrou o ano passado com perdas operacionais de R$ 9,5 bilhões. Além do prejuízo contábil, a autoridade monetária perdeu R$ 240,3 bilhões com as operações cambiais, compostas pela administração das reservas internacionais e pelas operações de swap cambial (compra e venda de dólares no mercado futuro). A perda total, somando os dois prejuízos, somou R$ 249,8 bilhões em 2016. Desde 2008, o banco registra os resultados operacionais e cambiais de forma separada. (Com Agência Brasil) Leia Mais

Setor público tem saldo positivo de R$ 36,7 bi, melhor janeiro desde 2001

As contas do setor público consolidado brasileiro (União, Estados, municípios e estatais) registraram saldo positivo (sem considerar o pagamento de juros) de R$ 36,712 bilhões em janeiro, melhor resultado para o mês na série histórica iniciada em dezembro de 2001, divulgou o Banco Central nesta sexta-feira (24). No entanto, no saldo acumulado dos últimos 12 meses, o rombo é de R$ 146,991 bilhões, equivalente a 2,33% do PIB (Produto Interno Bruto). No mês passado, a dívida líquida foi a 46,4% do PIB e a dívida bruta, a 69,7%. (Com agências) Leia Mais

Setor público tem saldo positivo de R$ 36,7 bi, melhor janeiro desde 2001 - Bruno Domingos/Reuters

Dólar sobe 1,5%, vendido perto de R$ 3,10; Bovespa opera em queda

dólar comercial subia 1,5% e a Bolsa operava em queda nesta sexta-feira (24). Por volta das 11h10, a moeda norte-americana tinha alta de 1,5%, a R$ 3,102 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 0,96%, a 66.812,28 pontos. Investidores compravam dólares para se proteger de possíveis variações da moeda durante as festas de Carnaval, quando os mercados estarão fechados no Brasil. Também estava no radar o discurso que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve fazer ainda nesta sexta-feira. (Com Reuters)

Ações da Vale caem mais de 1,5%, após presidente da empresa anunciar saída

As ações da mineradora Vale operavam em queda de mais de 1,5% no Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, nesta sexta-feira (24). Por volta das 10h55, as ações ordinárias da empresa (VALE3), com direito a voto em assembleia, caíam 1,84%,a R$ 32,56, e as preferenciais (VALE5), com prioridade na distribuição de dividendos, tinham baixa de 1,3%, a R$ 31,24. Nesta sexta, o presidente da Vale, Murilo Ferreira, anunciou que deve deixar o comando da companhia em maio(Com Reuters)

CPFL convoca assembleia para discutir saída da Bolsa

A CPFL Energia (CPFE3) convocou assembleia extraordinária de acionistas para 27 de março para debater a proposta para saída da empresa do Novo Mercado, da BM&FBovespa, e contratação de um laudo para avaliar o valor econômico da companhia, segundo comunicado da elétrica nesta sexta-feira (24). A CPFL teve o controle adquirido pela chinesa State Grid, que prepara uma oferta de compra das demais ações da empresa por R$ 25,51 por papel. No entanto, se o laudo contratado apontar um valor econômico da CPFL superior à proposta dos chineses, a State Grid não realizará a oferta de aquisição da ações (OPA) para saída da empresa do Novo Mercado. Segundo o comunicado da CPFL, o responsável por essa avaliação econômica será escolhido em uma lista com três empresas: BNP Paribas Brasil, Credit Suisse e Deutsche Bank. (Com Reuters)

Desemprego é de 12,6% e atinge 12,9 milhões de trabalhadores, diz IBGE

O desemprego no país foi de 12,6%, em média, no trimestre de novembro a janeiro, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A taxa é a mais alta desde que o instituto começou a publicar a pesquisa, em 2012. No período, o número de desempregados no Brasil foi de 12,9 milhões de pessoas. São cerca de 879 mil desempregados a mais do que no trimestre de agosto a outubro, alta de 7,3% na população desocupada. Em um ano, são 3,3 milhões de pessoas a mais sem emprego, um aumento de 34,3%. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (24) e fazem parte da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE. Leia Mais

Dólar sobe 1%, vendido perto de R$ 3,09; Bovespa opera em queda

dólar comercial subia mais de 1%, e a Bolsa operava em queda nesta sexta-feira (24). Por volta das 10h10, a moeda norte-americana subia 1%, a R$ 3,087 na venda. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, perdia 1,1%, a 66.717,53 pontos.  O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou nesta manhã que o desemprego no país subiu para 12,6% no trimestre encerrado em janeiro e atingiu 12,9 milhões de trabalhadores. O Banco Central informa às 10h30 o resultado primário do setor público consolidado brasileiro do primeiro mês do ano. A expectativa de analistas é de superávit de R$ 11,6 bilhões. (Com Reuters)

Murilo Ferreira vai deixar presidência da Vale em maio

A mineradora Vale informou nesta sexta-feira (24) que Murilo Ferreira, presidente da companhia, não renovará o contrato após o término, em 26 de maio. Ferreira foi nomeado diretor-presidente em maio de 2011, após mais de 30 anos no setor de mineração. A Vale afirmou que o executivo ocupou a presidência durante um período de turbulência na indústria de mineração mundial e enfrentou alguns dos momentos mais difíceis da história da companhia. "Em sua gestão, a Vale se tornou uma empresa mais enxuta e mais ágil, aumentando significativamente sua competitividade operacional e mantendo um nível de endividamento saudável. Com sua experiência, dedicação e respeito às pessoas e à vida, Murilo deixa um legado para todas as futuras gerações de executivos e funcionários da Vale", disse a empresa. (Com Reuters) Leia Mais

Murilo Ferreira vai deixar presidência da Vale em maio - Cecilia Acioli/Folha de S. Paulo

Dólar abre o dia operando em alta, vendido acima de R$ 3,07

O dólar comercial abriu o dia operando em alta, após cair 0,46% na véspera. Por volta das 9h10, a moeda norte-americana subia 0,64%, a R$ 3,076 na venda. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou nesta manhã que o desemprego no país subiu para 12,6% no trimestre encerrado em janeiro e atingiu 12,9 milhões de trabalhadores. O Banco Central informa às 10h30 o resultado primário do setor público consolidado brasileiro do primeiro mês do ano. A expectativa de analistas é de superávit de R$ 11,6 bilhões. (Com Reuters)

Bolsas da Ásia e do Pacífico fecham em queda, exceto a da China

As Bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam em queda nesta sexta-feira (24), exceto a da China, que ficou quase estável, com leve alta de 0,05%. O mercado recuou durante a maior parte do dia com as perdas das ações do setor de matérias-primas, mas as perdas foram revertidas depois que empresas estatais avançaram com as expectativas de reformas. Veja as variações das Bolsas da região:

  • Japão: -0,45%
  • Hong Kong: -0,62%
  • China: +0,05%
  • Coreia do Sul: -0,64%
  • Taiwan: -0,19%
  • Cingapura: -0,65%
  • Austrália: -0,79%. (Com Reuters)
Leia Mais

Conversor de moedas

Resultado:

Câmbio

Dólar comercial - 24/02/2017 16h59
Compra Venda Variação
Dólar com. 3,1118 3,1133 +1,86%
Dólar tur. 2,9500 3,2600 +0,93%
Euro 3,2838 3,2878 +1,41%
Libra 3,8766 3,8807 +0,93%
Pesos arg. 0,2009 0,2012 +1,82%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Bolsas de Valores

Bovespa - 24/02/2017 18h21 - 66.662,1
Variação
Brasil | Bovespa -1,18%
EUA | Nasdaq +0.17%
França | CAC 40 -0.94%
Japão | Nikkei -0.45%

Fonte Thompson Reuters

Veja outras cotações

Ações em destaque

Ação Variação Cotação
Veja outras cotações

Commodities

Venda Variação
Petróleo (Brent) US$ 53,850 0,0%
Ouro US$ 1257,330 0,0%
Prata US$ 18,360 0,0%
Platina US$ 1030,750 0,0%
Paládio US$ 774,020 0,0%

Fonte Thompson Reuters

Inflação

Índice Mês Valor
IPCA jan.17 +0,38%
IPC-Fipe jan.17 +0,32%
IGP-M fev.17 +0,08%
INPC jan.17 +0,42%

Fonte Thompson Reuters

Indicadores

Valor Atualização
Salário Mínimo R$ 937,00 2017
Global 40 +112,32% 25.Fev.2017
TR +0,01% 25.Fev.2017
CDI +12,13% 25.Fev.2017
SELIC +12,25% 23.fev.2017
IPCA +0,38% jan.17

Fonte Thompson Reuters

Últimas notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos