Bolsas

Câmbio

Direto da BolsaDireto da Redação

Cobertura de notícias sobre mercados, ações e investimentos no Brasil e no exterior

Decreto de Temer autoriza Nubank a virar banco

O presidente Michel Temer autorizou o Nubank a ter uma operação bancária, dando mais autonomia para a fintech conhecida pelos cartões de crédito roxos. Segundo publicação no Diário Oficial da União desta segunda-feira (22), "é do interesse do governo brasileiro a participação estrangeira de até 100% no capital da instituição financeira a ser constituída pela Nu Holdings". (Com Reuters) Leia Mais

Bolsa sobe 0,56% e bate recorde pelo 2º dia seguido; Eletrobras salta 7,26%

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta segunda-feira (22) em alta de 0,56%, a 81.675,42 pontos. Pelo segundo dia seguido a Bolsa atinge seu maior nível na história. Na sexta-feira (19), o índice havia subido 0,32% e alcançado 81.219,5 pontos. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar sobe 0,25% e fecha a R$ 3,209, após três quedas seguidas

dólar comercial fechou esta segunda-feira (22) em alta de 0,25%, cotado a R$ 3,209 na venda, após três quedas seguidas. Na sexta-feira (19), a moeda norte-americana caiu 0,26% e atingiu o menor valor desde 20 de outubro (R$ 3,19). (Com Reuters) Leia Mais

Dólar e Bolsa operam em alta; moeda é vendida perto de R$ 3,21

dólar comercial e a Bolsa operavam em alta nesta segunda-feira (22). Por volta das 16h25, a moeda norte-americana subia 0,23%, a R$ 3,209 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,18%, a 81.369,43 pontos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

Maioria das Bolsas da Europa fecha em alta; Espanha avança 1%

Das seis principais Bolsas de Valores da Europa, cinco fecharam em alta e um caiu nesta segunda-feira (22). O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,34%, a 1.581 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,31%, a 402 pontos. Veja o desempenho dos principais mercados europeus nesta sessão:

  • Espanha: +1%
  • Portugal: +0,98%
  • Itália: +0,59%
  • França: +0,28%
  • Alemanha: +0,22%
  • Inglaterra: -0,2% (Com Reuters)
Leia Mais

Agência mantém nota da Petrobras, sem 'selo de bom pagador'

A agência de classificação de risco Fitch manteve o rating (nota de crédito) da Petrobras em "BB", com perspectiva negativa, ou seja, com possibilidade de rebaixamento. A nota fica um degrau abaixo do grau de investimento, que é uma espécie de selo de bom pagador. Segundo a Fitch, a decisão reflete o forte incentivo do governo brasileiro para apoiar a empresa devido a sua importância estratégica para o país. As classificações da Petrobras, segundo a Fitch, também refletem sua forte ligação com a nota de crédito do Brasil, já que a empresa é controlada pela União. O país não tem o grau de investimento da Fitch. (Com Reuters)

Dólar e Bolsa operam em alta; moeda é vendida perto de R$ 3,21

dólar comercial e a Bolsa operavam em alta nesta segunda-feira (22). Por volta das 15h25, a moeda norte-americana subia 0,15%, a R$ 3,206 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,19%, a 81.375,24 pontos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

Dólar opera quase estável, vendido perto de R$ 3,20, e Bolsa sobe

dólar comercial operava quase estável e a Bolsa subia nesta segunda-feira (22). Por volta das 14h20, a moeda norte-americana tinha leve alta de 0,07%, a R$ 3,204 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, avançava 0,19%, a 81.369,84 pontos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

AIG comprará resseguradora Validus por US$ 5,56 bilhões

A American International Group (AIG) informou nesta segunda-feira (22) que comprará a Validus Holdings por US$ 5,56 bilhões em dinheiro para fortalecer seus negócios de resseguros, na primeira aquisição da companhia sob a gestão do presidente-executivo, Brian Duperreault. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar e Bolsa operam quase estáveis; moeda é vendida perto de R$ 3,20

dólar comercial e a Bolsa operavam praticamente estáveis nesta segunda-feira (22). Por volta das 13h20, a moeda norte-americana tinha leve alta de 0,06%, a R$ 3,203 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava leve ganho de 0,04%, a 81.255,78 pontos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

Ações da Eletrobras saltam mais de 10% após privatização ir ao Congresso

As ações da Eletrobras disparavam mais de 10% e estavam entre as maiores altas do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, nesta segunda-feira (22). Por volta das 13h10, as ações ordinárias (ELET3) da estatal, com direito a voto em assembleia, operavam em alta de 10,74%, a R$ 19,38, enquanto as preferenciais (ELET6), com prioridade na distribuição de dividendos, subiam 7,68%, a R$ 22,29. O governo enviou ao Congresso Nacional nesta segunda-feira o projeto de privatização da Eletrobras que prevê, entre outras questões, a capitalização da empresa por meio de uma oferta de novas ações. (Com Reuters)

Dólar e Bolsa operam em queda; moeda é vendida perto de R$ 3,19

dólar comercial e a Bolsa operavam em queda nesta segunda-feira (22). Por volta das 12h20, a moeda norte-americana se desvalorizava 0,28%, a R$ 3,192 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava baixa de 0,18%, a 81.072,2 pontos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

Cemig e Light são multadas por atraso em obra de hidrelétrica

A estatal mineira Cemig e sua controlada Light foram multadas em R$ 795,8 mil pelo descumprimento de marcos do cronograma de obras da hidrelétrica de Itaocara, empreendimento que as empresas se comprometeram a construir após uma licitação promovida pelo governo federal em 2015. (Com Reuters)  Leia Mais

Casas de bitcoin usam registro improvisado e criam risco para cliente

O impasse regulatório envolvendo as moedas virtuais, que atraem mais de 1 milhão de entusiastas no Brasil, deixa consumidores desprotegidos perante empresas que fazem intermediação financeira de suas transações. (Com Folha)  Leia Mais

Fortuna de bilionários brasileiros cresce 13% e chega a R$ 549 bi em 2017

Os ultrarricos do Brasil continuam aumentando sua distância em relação aos mais pobres, segundo relatório da ONG britânica Oxfam divulgado nesta segunda-feira (22). (Com BBC)  Leia Mais

Dólar cai, vendido perto de R$ 3,19; Bolsa opera quase estável

dólar comercial tinha queda, e a Bolsa operava quase estável nesta segunda-feira (22). Por volta das 11h15, a moeda norte-americana se desvalorizava 0,29%, a R$ 3,192 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, registrava leve baixa de 0,04%, a 81.190,91 pontos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

Previdência tem rombo de R$ 268,8 bilhões em 2017, diz governo

A Previdência Social registrou um rombo de R$ 268,8 bilhões em 2017, considerando os resultados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e do regime dos servidores públicos da União. (Com Folha)  Leia Mais

Em 6 meses, gasolina sobe 19,5% e já beira os R$ 5 em algumas cidades

Nos últimos seis meses, o preço médio da gasolina subiu 19,5% nos postos de combustível e já se aproxima dos R$ 4,20. Em algumas cidades, está perto de romper a barreira dos R$ 5. O preço médio, sem descontar a inflação, é o maior já registrado na série histórica da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que começou em 2001. (Com Estadão Conteúdo)  Leia Mais

Dólar cai, vendido abaixo de R$ 3,19; Bolsa opera em alta

dólar comercial operava em queda, e a Bolsa subia nesta segunda-feira (22). Por volta das 10h10, a moeda norte-americana se desvalorizava 0,46%, a R$ 3,187 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, subia 0,21%, a 81.393,26 pontos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

Walmart negocia venda de participação nas suas operações no Brasil

 O Walmart está em negociações com a firma de private equity Advent International e outros fundos para vender uma fatia importante de suas operações no Brasil, informaram duas pessoas com conhecimento direto do assunto. O Walmart está sendo assessorado pelo Goldman  Sachs, de acordo com uma das fontes que falaram sob condição de anonimato. As outras empresas de private  equity que estão avaliando o investimento na unidade brasileira são GP Investments e Acon Investments. Representantes do Walmart no Brasil, assim como a Advent e a GP, se recusaram a comentar. Goldman e Acon não responderam imediatamente aos pedidos de comentários. (Com Reuters) Leia Mais

Dólar abre o dia operando em queda, vendido perto de R$ 3,20

O dólar comercial abriu os negócios desta segunda-feira (22) operando em queda, após perder 0,5% na semana passada. Por volta das 9h, a moeda norte-americana se desvalorizava 0,26%, a R$ 3,201 a venda, acompanhando a trajetória da moeda norte-americana no exterior, após a paralisação do governo dos Estados Unidos. No cenário interno, o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na próxima quarta-feira em segunda instância concentra as atenções. (Com Reuters)

Economistas reduzem previsão para o dólar e veem alta de 2,7% no PIB

Economistas consultados pelo Banco Central reduziram levemente a previsão para a cotação do dólar no final de 2018. As estimativas para o PIB (Produto Interno Bruto), a inflação e a taxa básica de juros, a Selic, não mudaram em relação à semana passada. Veja as previsões do Boletim Focus para 2018, divulgadas nesta segunda-feira (22) pelo BC:

  • Dólar: caiu de R$ 3,35 para R$ 3,34;
  • PIB: subiu de 2,69% para 2,7%;
  • Inflação: foi mantida em 3,95%;
  • Taxa de juros: foi mantida em 6,75%.

Bolsa da China fecha em alta e vai ao maior nível em quase dois anos

A maioria das Bolsas da Ásia e do Pacífico fechou em alta nesta segunda-feira (22). O mercado chinês ganhou 0,39%, atingindo o nível mais alto em quase dois anos, desde o início de 2016, puxado por empresas de consumo, saúde e tecnologia. Veja as variações das Bolsas da região:

  • Japão: +0,03%
  • Hong Kong: +0,43%
  • China: +0,39%
  • Coreia do Sul: -0,72%
  • Taiwan: +0,72%
  • Cingapura: +0,72%
  • Austrália: -0,23%. (Com Reuters)
  Leia Mais

UOL Cursos Online

Todos os cursos