PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Carla Araújo

Bolsonaro muda agenda, adia volta a Brasília e vai dormir em quartel em SP

O presidente Jair Bolsonaro, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército  - Marcos Corrêa/PR
O presidente Jair Bolsonaro, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Imagem: Marcos Corrêa/PR
Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

e Hanrrikson de Andrade, do UOL, em Brasília

04/09/2020 18h08Atualizada em 04/09/2020 20h14

O presidente Jair Bolsonaro vai passar a noite desta sexta-feira (4) num quartel da Polícia do Exército, na capital paulista. A previsão inicial era que o presidente, após a visita ao Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Registro (SP), retornasse a Brasília. Mas ele decidiu fazer uma visita e passar a noite no quartel da Polícia do Exército (PE), na região do Ibirapuera.

Após chegar ao quartel, Bolsonaro fez uma visita ao Círculo Militar de São Paulo, clube que fica na vizinhança.

Os compromissos de hoje do presidente começaram a ser alterados logo cedo, por conta de impossibilidade de o helicóptero presidencial decolar de Eldorado, região do Vale do Ribeira, onde mora a mãe de Bolsonaro e onde ele passou a noite de ontem.

Apesar do imprevisto, o presidente conseguiu realizar a visita ao posto da PRF e, ao em vez de voltar a Brasília, seguiu para a capital paulista.

No fim da tarde desta sexta-feira, a Secretaria de Imprensa da Presidência informou que Bolsonaro dormirá esta noite na capital para participar amanhã (5) de uma visita a nova pista de pouso do Aeroporto de Congonhas.

A mudança de planos do presidente exigiu uma organização da segurança e o contato com as autoridades do Exército, que foram informadas do desejo do presidente no decorrer do dia.

O quartel da Polícia do Exército que Bolsonaro vai passar a noite é próximo ao Quartel-General do Comando Militar do Sudeste. Segundo militares ouvidos pela coluna não há, até o momento, nenhuma programação oficial em nenhuma das duas unidades.

A mudança de planos do presidente, segundo uma fonte, poderia ser explicada por uma "nostalgia" dos tempos de farda do presidente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.