PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Carla Araújo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Centrais sindicais vão pedir a governadores antecipação de feriados

Carla Araújo

Jornalista formada em 2003 pela FIAM, com pós-graduação na Fundação Cásper Líbero e MBA em finanças, começou a carreira repórter de agronegócio e colaborou com revistas segmentadas. Na Agência Estado/Broadcast foi repórter de tempo real por dez anos em São Paulo e também em Brasília, desde 2015. Foi pelo grupo Estado que cobriu o impeachment da presidente Dilma Rousseff. No Valor Econômico, acompanhou como setorista do Palácio do Planalto o fim do governo Michel Temer e a chegada de Jair Bolsonaro à Presidência.

Do UOL, em Brasília

18/03/2021 10h42Atualizada em 18/03/2021 12h32

Líderes das principais centrais sindicais irão enviar uma carta hoje a todos os governadores solicitando que os estados antecipem os quatro próximos feriados para tentar conter o avanço do coronavírus.

À coluna, o presidente da Força Sindical, Miguel Torres, disse que as conversas com interlocutores do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), já estão avançadas e que acredita que o estado pode fazer o anúncio já no próximo dia 23.

A ideia das centrais é que os feriados da Páscoa (2 de abril), Tiradentes (21 de abril), Dia do Trabalho (1 de maio) e Corpus Christi (3 de junho) sejam antecipados para que a restrição de circulação de pessoas seja mais efetiva.

No ano passado, Doria usou a medida de antecipação de feriados.

"Nós vemos agora a necessidade urgente de ter uma parada em todo o Brasil. Nós ainda não temos vacina. A única coisa que vai ajudar a evitar as pessoas morrerem é uma parada total", afirmou Torres.

Apelo ao Congresso

O presidente da Força e o presidente da CUT, Sergio Torres, estão em Brasília nesta quinta-feira (18) para uma reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para pedir apoio do Congresso em ações no combate a pandemia.

PUBLICIDADE