IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Empregos e carreiras


Pesquisa: em 6 meses, 38% dos que recebem vale-refeição venderam benefício

Folha Imagem
Imagem: Folha Imagem

Do UOL, em São Paulo

02/10/2015 14h54

Quase quatro em cada dez brasileiros que recebem vale-refeição venderam o benefício pelo menos uma vez no último semestre. Isso é o que aponta uma pesquisa do instituto Data Popular.

De acordo com o levantamento, 12% venderam o benefício para uma empresa ou atravessador, e 26% para um colega de trabalho, amigo ou parente. Do total, 62% disseram que não venderam o benefício.

Daqueles que venderam o benefício nos seis meses, 36% disseram que o venderam uma vez e 16%, quatro ou mais vezes.

A maior parte dos que venderam, 53%, disse que o fez para complementar a renda. Outros 22% responderam que preferem levar marmita, 12%, que precisavam de dinheiro no dia, e 13% deram outros motivos.

Prática é ilegal

A venda de vale-refeição é ilegal, podendo ser considerada como falta grave pela empresa, levando à demissão por justa causa, ou até mesmo pode ser interpretada como crime de estelionato.

Perguntados se a prática é ilegal, 47% dos pesquisados responderam que sim e 33% disseram que é legal. Os demais não souberam ou não responderam.

A pesquisa foi feita de 9 a 16 setembro, com 1.205 pessoas entre 16 e 70 anos que recebem vale-refeição, em 143 cidades. A margem de erro é de 2,8 pontos percentuais.

Mais Empregos e carreiras