Bolsas

Câmbio

Com 84 vagas, só Roraima contratou mais do que demitiu em 2016

Do UOL, em São Paulo

  • Letícia Moreira/Folhapress

Roraima foi o único Estado brasileiro que contratou mais do que demitiu em 2016, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados pelo Ministério do Trabalho e da Previdência Social nesta sexta-feira (20). 

O Estado, que começou com 51.662 vagas de trabalho com carteira, terminou o ano passado com 51.746 empregos formais, saldo positivo de 84 vagas.

Na outra ponta, o Estado que mais perdeu empregos formais em 2016 foi São Paulo (-395.288), seguido por Rio de Janeiro (-237.361) e Minas Gerais (-117.943).

Ao todo, o Brasil perdeu 1,32 milhão de vagas com carteira no ano passado. Veja a seguir o saldo de empregos formais em cada Estado do país:

  • Acre: -2.516
  • Alagoas: -11.765
  • Amapá: -3.687
  • Amazonas: -18.048
  • Bahia: -67.291
  • Ceará: -37.499
  • Distrito Federal: -28.843
  • Espírito Santo: -37.966
  • Goiás: -19.354
  • Maranhão: -18.036
  • Mato Grosso: -17.990
  • Mato Grosso do Sul: -1.123
  • Minas Gerais: -117.943
  • Pará: -39.869
  • Paraíba: -11.810
  • Paraná: -59.828
  • Pernambuco: -48.486
  • Piauí: -12.893
  • Rio de Janeiro: -237.361
  • Rio Grande do Norte: -15.806
  • Rio Grande do Sul: -54.384
  • Rondônia: -12.336
  • Roraima: +84
  • Santa Catarina: -32.260
  • São Paulo: -395.288
  • Sergipe: -15.653
  • Tocantins: -4.043

Saldo por regiões

Todas as regiões brasileiras perderam vagas com carteira assinada em 2016. O Sudeste foi a região brasileira com pior saldo no ano passado, com o corte de 788,6 mil postos de trabalho.

Veja o saldo de vagas na ano passado por regiões do país:

  • Sudeste: -788.558
  • Nordeste: -239.239
  • Sul: -146.472
  • Norte: -80.415
  • Centro-Oeste: -67.310

O que você vai fazer com a sua aposentadoria agora?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos